FME trará à praia do Farol ídolos eternos do Flamengo

A Fundação Municipal de Esportes (FME) realiza neste sábado (02), às 15 horas, o jogo de beach soccer entre o time master do Flamengo e a Seleção Campista. A partida será disputada na Arena Esportiva, próxima ao palco da Aldeia do Sol, na praia do Farol de São Tomé. O evento faz parte da programação do Verão da Família 2013, organizada pela Prefeitura de Campos.
ídolos eternos do Flamengo
O vice-presidente da FME, Junior Oliveira, informa que deverão vir a Campos antigos craques, como Tita, Júlio César “Uri Geller”, Adílio, Rondinelli, Renato Carioca, Nunes, Piá (jogador da região) e o goleiro Adriano, ex-Goytacaz. “Pela Seleção Campista jogarão os melhores atletas que disputaram a Copa Master de Beach Soccer finalizada no final de semana passado e que foram selecionados por uma comissão técnica”, informou Junior.

Anúncios

Elymar, Alexandre Pires e Jorge e Mateus fecham Verão da Família

A Prefeitura de Campos encerra a programação do Verão da Família com chave de ouro. Quem for à praia de Farol de São Thomé nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro vai assistir grandes nomes do cenário nacional. A informação é da presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, Patrícia Cordeiro, que diz que no dia 15, às 21h, Elymar Santos estará com a cantora Maria Fernanda no projeto “Aquele Abraço”, no Lagamar.

No sábado (16), às 22h, será a vez do cantor Alexandre Pires subir no palco montado na Aldeia do Sol, cantando canções como “Sisi”, Maluca Pirada”, “Cigano”, “ A Deus eu peço”, entre outras.

Para encerrar em grande estilo a programação, a dupla sertaneja Jorge e Mateus, considerada a maior revelação da música da atualidade, vai abrilhantar a praia campista na noite de domingo (17), às 21h, na Aldeia do Sol. O público vai ouvir musicas como “O Que É Que Tem?”, “Duas Metades”, “Enquanto Houver Razões”, “Flor”, entre outras.

– Preparamos uma programação que agrada da criança ao idoso e tem atraído grande número de pessoas ao Farol de São Thomé, movimentando a economia e levando entretenimento e diversão para os moradores e veranistas. O show da dupla Jorge e Mateus é o ponto alto do ultimo fim de semana – destaca a presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, Patrícia Cordeiro.

A superintendente artística da Fundação Cultural, Fabiana Pinto, informa que no sábado (16), as bandas Sabor de Beijo e o cantor Nelson Príncipe Negro agitarão o público. Já no domingo (17) encerrando o segundo maior circuito de trios elétricos do Brasil, o cantor Gil Paixão e a banda Tudublu vão arrastar a multidão, do Náutico ao Camping, a partir das 16h.

Jorge e Mateus – Ambos já cantavam separadamente, mas se conheceram numa roda de amigos em comum, começaram sua carreira juntos em 2005 se apresentando em bares e casas de show na cidade de Itumbiara. Em 2007, lançaram seu primeiro disco Jorge & Mateus – Ao Vivo em Goiânia. Em 2009, é lançado o segundo álbum da dupla, intitulado O Mundo É Tão Pequeno, álbum ao vivo e DVD lançado pela Universal. Em 2012, a dupla lançou o quinto álbum, intitulado Essencial, onde reuniu seus maiores sucessos. Ainda no mesmo ano, ainda trabalhando para o novo DVD, a dupla lançou a faixa título do álbum, “A Hora é Agora”.A canção foi escolhida pela dupla, sendo lançada na praia de Florianópolis.

fonte: Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes

Plano Estadual de Cultura debatido no Teatro de Bolso

O Teatro de Bolso Procópio Ferreira recebeu na tarde desta quarta-feira (30), a Reunião Regional Norte de Elaboração do Plano Estadual de Cultura. O projeto, da Secretaria de Estado de Cultura, contou com o apoio da Prefeitura de Campos, através da Secretaria de Cultura, para a realização do encontro, que reuniu secretários de Cultura de municípios vizinhos, como Cardoso Moreira, São Fidélis e São João da Barra. O vice-prefeito de Campos, Doutor Chicão, representou a Prefeita Rosinha Garotinho.

– É fundamental a integração para que a cultura seja valorizada em todas as cidades do Rio de Janeiro. Em Campos, as ações voltadas para o campo da cultura são diversas. A Prefeita Rosinha Garotinho conhece a importância da valorização dos artistas da terra e das manifestações culturais com raízes em Campos. Temos o maior teatro do interior do Estado, o Trianon e investimos em museus e casas de cultura – observou Doutor Chicão.

A secretária de Estado de Cultura, Adriana Scorzello Rattes, foi representada pelos coordenadores do Sistema Estadual de Cultura, Delmar Cavalcante e Simone Amorim, acompanhados de outros membros da equipe. O secretário de Cultura de Campos, Orávio de Campos, recepcionou a equipe do governo do Estado e os secretários de Cultura da região.

O encontro foi marcado por produtivos debates envolvendo autoridades e produtores culturais da região. As sugestões oferecidas pelos participantes irão ampliar as ideias que estão sendo utilizadas na construção do Plano Estadual de Cultura, que visa planejar o desenvolvimento da cultura fluminense para os próximos 10 anos. Desde 2009, Campos vem recebendo reuniões regionais do projeto.

– Sempre que solicitados, nos colocamos à disposição da Secretaria de Estado de Cultura. Os encontros são produtivos, pois os produtores culturais do interior são ouvidos, fazem sugestões e reivindicações – destacou o secretário municipal de Cultura, Orávio de Campos.

Fonte: Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes

Saúde realiza mutirão contra a dengue em Morro do Coco dia 5

Mais de 500 agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), em parceria com equipes das Secretarias de Obras, Serviços Públicos e outras, realizam na próxima terça-feira (5), um grande mutirão de combate à dengue em Morro do Coco e Conselheiro Josino. A previsão é que sejam visitados aproximadamente 5 mil imóveis e trabalhados 16 terrenos baldios.

O diretor do CCZ, César Salles, destaca que o trabalho de rotina foi reforçado em todo o município. “Criamos um calendário com mutirões menores em todos os bairros, inclusive aumentando a equipe de controle da dengue, com agentes de combate a roedores. Também intensificamos o controle aeroespacial do Aedes aegypti, com os fumacês e as motofogs”, informou o diretor.

Na tarde desta quarta-feira (30), o secretário de Saúde, Geraldo Venâncio, reuniu mais uma vez, diversos gestores municipais para tratar do problema da dengue em Campos. Conforme o secretário, considerando o número de casos da doença verificado em cidades do Noroeste Fluminense, que já vivem uma epidemia, a situação em Campos ainda é de trabalhar a prevenção. “São números distantes de expressar um quadro de epidemia, que aconteceria se, por exemplo, em um mês, atingíssemos cerca de 3 mil casos”, disse.

Até terça-feira (29), o Centro de Referência da Dengue (CRD) contabilizou 508 casos, 99% deles do sorotipo 4. “Felizmente, até o momento tivemos apenas 4 casos mais graves e menos de 30 internações. No entanto, frisamos que se trata de um novo sorotipo, para o qual ainda não temos imunidade e, assim, o mais importante é continuarmos combatendo os focos do mosquito transmissor, tirando 10 minutos por semana para verificarmos nossos quintais e eliminarmos qualquer material que possa acumular água e servir de criadouro da dengue”, ressaltou o secretário.

Assistência – Já o CRD está com uma média de 200 atendimentos a casos suspeitos por dia. “Temos casos diversos de diagnósticos diferentes de dengue e, por isso, voltamos a informar que, caso as pessoas apresentem sintomas de dengue, devem buscar uma das Unidades Básicas de Saúde 12h ou 24h, que estão prontas para o primeiro atendimento, que é a hidratação, e realizam o exame para diagnosticar a dengue, com resultado em um dia”, informou o diretor do CRD, Luiz José de Souza.

– O Centro de Referência deve atender aos casos mais complexos, encaminhados por médicos e encaminhar os exames para definir a sorologia, o tipo de dengue. O número de casos está aumentando, mas este quadro já era esperado desde julho do ano passado, quando mapeamos o sorotipo 4 em Campos e passamos a capacitar nossos profissionais para atender conforme o protocolo de atendimento definido pelo Ministério da Saúde”, disse o diretor.

Bloco de farol faz 39 anos de alegrias Ladroes de Baghdá

Esse ano a camisa do bloco custa 50,00 com três dias de folia com cerveja liberada (Antártica) e churrasco três dias de folia.

ladroes

O desenho do abada deste ano, esta massa! Vamos curtir esse carnaval com muita alegria e paz.

Vídeo do Ladrões de Baghdá

LADROES DE BAGHDA 2013 (2)

Duas operações e 5 traficantes flagrados vendendo drogas

Nesta quarta-feira, policiais militares realizaram prisões em pontos distintos de Campos

Apreensão-na-Rua-Davi-de-Souza-Parque-Novo-Mundo

Flagrante no Parque Bandeirantes

A Polícia Militar estourou uma ‘boca de fumo’ e prendeu dois acusados de tráfico de drogas, na manhã desta quarta-feira(30/01), no Parque Bandeirantes, em Guarus.

Segundo os militares do Serviço Reservado(P-2) e do GAT II, eles receberam uma denuncia anônima que os levaram até uma casa localizada na Rua Basílio Souza, 13. No local, foram presos Fabiano Lourenço Xavier, de 26 anos, e Rafal Matos Xavier, 31 anos. Com os acusados, os militares apreenderam um revólver calibre 38, seis munições, 36 buchas e maconha, três pedras de crack, uma tesoura e uma lata de leite em pó vazia. O material e os acusados foram encaminhados a 146ª Delegacia Legal de Guarus.

Três presos na Baleeira

Policiais militares do Grupamento de Ações Táticas (GAT I), Sargentos Soares e Lenilson, e Cabos Hugo André e Douglas, prenderam três homens em flagrante com drogas na manha desta quarta-feira(30/01), na comunidade da Baleeira, em Campos.

Os militares entraram na comunidade numa ação surpresa e perceberam quando os acusados correram e jogaram uma sacola. Os acusados foram alcançados e receberam voz de prisão. Na sacola, havia 89 buchas de maconha, R$ 142,00 em dinheiro e dois celulares. O caso foi encaminhado a 134ª Delegacia Legal do Centro.

Advogados divergem sobre profissão de amante de Matsunaga

Nathalia Vila Real Lima prestou depoimento nesta quarta (30) em SP.
Defesa de Elize mostrou anúncio da jovem em site de acompanhantes.

nathaliaNathalia foi ouvida por cerca de duas horas pelo juiz; ela não falou com os jornalistas (Foto: Diogo Moreira/ Frame/ Estadão Conteúdo)

O depoimento de Nathalia Vila Real Lima, amante de Marcos Matsunaga, foi marcado pela divergência entre os advogados sobre a profissão da testemunha. Os defensores de Elize Matsunaga, ré confessa do assassinato, afirmam que ela trabalhava como garota de programa e apresentaram fotos da jovem em um site de acompanhantes. O advogado que representa Nathalia diz que ela é modelo, não trabalhou como prostituta e tinha um relacionamento amoroso com o executivo da Yoki.

A defesa de Elize apresentou a reprodução de uma página de um site de acompanhantes, o mesmo através do qual Marcos conheceu Elize. Em seu primeiro depoimento, em junho de 2012, Nathalia chegou a afirmar para a Polícia Civil que trabalhava como acompanhante de executivos e que conheceu Marcos na internet. Depois, retificou a declaração e disse ter um romance com o empresário.

Nathalia foi ouvida em uma audiência de instrução do processo que apura o assassinato ocorrido em 19 de maio de 2012. Durante seu depoimento nesta quarta-feira (30), no Fórum da Barra Funda, Nathalia foi questionada pelo advogado de Elize, Luciano Santoro, sobre as supostas contradições em suas declarações. Santoro usou a reprodução do que ele afirma ser o anúncio de Nathalia no site MClass. Na época, ela utilizava o apelido “Lara”, segundo o defensor.

Anúncio em site de encontros apresentado no depoimento de Nathália, amante de Matsunaga (Foto: Reprodução/Divulgação)Anúncio em site de encontros tinha foto de Nathalia,
amante de Matsunaga; página foi mostrada durante
audiência por advogado de Elize. (Foto:
Reprodução/Divulgação)

Já o advogado Roberto Parentoni, que representa Nathália, criticou o que considerou ser uma tentativa de “desqualificar” sua cliente e afirmou que as fotos foram publicadas no site sem autorização. Ele disse que a modelo chorou ao ser confrontada com o anúncio. Segundo o defensor de Nathalia, ela não trabalhava como prostituta e mantinha um relacionamento amoroso com o executivo.

Na audiência realizada no Fórum da Barra Funda, na Zona Oeste de São Paulo, Nathalia foi a primeira a ser ouvida pelo juiz Adilson Paukoski Simoni, da 5ª Vara do Júri. Ela chegou ao fórum pouco antes das 10h e prestou depoimento até 12h30. O interrogatório de Elize começou por volta das 13h40.

Parentoni afirmou que, durante o interrogatório, a defesa tentou desqualificar sua cliente. Segundo ele, foi insinuado que ela seria uma prostituta. “A tentativa de prova foram fotos desse site (MClass), só que antes de apresentarem as fotos, nós já havíamos notificado o site para tirarem”, disse. “Elas foram colocadas sem a autorização da Nathalia”, disse. O advogado nega que ela tenha trabalhado como prostituta.

Para Parentoni, a defesa “deu um tiro no pé” ao tentar provar que Nathalia atuava como prostituta. “Em 22 anos de profissão, eu nunca vi isso”, disse. “Infelizmente a gente  vê que a mulher às vezes é malvista, mal-interpretada por situações. Se é machismo, eu não sei”, disse.

“Ela chorou bastante, não só por relembrar tudo que ela passou, mas também pela forma que ela foi tratada pela defesa”, disse.

Em seu depoimento, de acordo com Parentoni, Nathalia confirmou que  estava como Marcos no dia anterior ao crime. Ela negou ter sido presenteada por Marcos com um carro e que somente recebeu apoio para blindar o veículo.

Depoimento longe de Elize
A pedido de Nathalia, ainda segundo o TJ-SP, Elize Matsunaga – acusada de matar e esquartejar o empresário do ramo alimentício após descobrir a traição do marido com a modelo – será mantida fora da sala de audiência. Elas deverão ser ouvidas separadamente.

A bacharel em direito Elize Araújo Kitano Matsunaga está presa preventivamente. O crime foi cometido em 19 de maio de 2012 no apartamento onde o casal morava com a filha de um ano, na Zona Oeste da capital paulista.

Advogado da família de Marcos quer que Elize só seja ouvida após exumação (Foto: Letícia Macedo/G1)Advogado da família de Marcos quer que Elize só
seja ouvida após exumação (Foto: Letícia
Macedo/G1)

O advogado Luiz Flávio D’Urso, contratado pela família de Marcos, chegou a pedir que Elize fosse ouvida apenas após a exumação do corpo da vítima, que estaria prevista para os próximos dias. Entretanto, o depoimento foi mantido para o período da tarde.

Terceira pessoa
Pela manhã, ao chegar ao fórum, o promotor José Carlos Cosenzo  reafirmou ainda a tese da existência de uma terceira pessoa na cena do crime. “A certeza material nós temos, agora cabe ao Ministério Público e à polícia identificar essa pessoa.Temos um rol grande de suspeição, mas ele está se afunilando”, afirmou. De acordo com o promotor, o prédio que que moravam Marcos e Elize permite a saída de pessoas sem o registro pelas câmeras de segurança.

Também na entrada do Fórum da Barra Funda, o advogado de Elize, Luciano Santoro, afirmou, antes de entrar na sala de audiência, que a sua cliente foi orientada a falar a verdade. “Ela está ansiosa para falar”, disse.

Arte caso Elize Matsunaga (Foto: Arte G1)

Audiência de instrução
A etapa do processo realizada nesta quarta, chamada de audiência de instrução, servirá para o magistrado determinar nos próximos dias se há indícios suficientes para a acusada ser submetida a julgamento popular pelo crime. Nathalia prestará depoimento como testemunha e deverá contar como era a relação extraconjugal com Marcos.

Depois será a vez de a bacharel Elize ser interrogada na condição de ré para dizer como matou e cortou o corpo do marido em pedaços. Também estão previstas perguntas do defensor dela, o advogado Luciano Santoro, e do promotor José Carlos Cosenzo, representante do Ministério Público, e responsável por acusá-la.

Nathalia
Antes de se casar com Marcos, Elize trabalhou como prostituta. O empresário foi um de seus clientes e a conheceu por meio do site MClass. Em entrevista ao Fantástico, Nathalia afirmou que é modelo e negou ter conhecido Marcos na condição de garota de programa.

Em um depoimento ao Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), em junho, tinha falado que trabalhava como acompanhante de executivos e que conheceu Marcos na internet.

Em seu depoimento nesta quarta, Nathalia deverá confirmar ao juiz o que disse na entrevista: que Marcos tinha receio de Elize fazer algo contra ele, que o casamento do empresário estava em crise e que tinha uma amizade colorida com a vítima, desde quando a conheceu em 2011, em um evento de negócios.

Elize
Procurado, Santoro não comentou as declarações de Nathalia, que será questionada pela defesa nesta quarta. Para o defensor de Elize o crime foi passional. Segundo ele, sua cliente manterá na Justiça o que já havia dito à Polícia Civil: que agiu sozinha ao reagir a uma agressão de Marcos.

Na versão de Elize, ela revelou ao marido que pagou um detetive particular para flagrar a infidelidade dele com uma prostituta. Depois, Marcos a xingou, ameaçou tirar a guarda da criança dela, e matá-la caso fugisse com a menina. Pela primeira vez no relacionamento, ele deu um tapa no seu rosto. Em seguida, a bacharel pegou uma arma e atirou na cabeça do executivo, depois usou uma faca para cortar seu corpo, colocando as partes em sacos plásticos dentro de malas, jogando-as na Grande São Paulo. Os pedaços foram encontrados no dia 27 de maio.

A viúva, que inicialmente negava a autoria do crime, confessou o assassinato e está presa desde 5 de junho. Atualmente está detida preventivamente em Tremembé, interior de São Paulo. Segundo a defesa, Elize dirá ao magistrado que 25 dias antes do crime ligou para a Polícia Militar relatando que foi ameaçada por Marcos, e já estava pensando em separação. A conversa para o serviço 190 da PM foi gravada e faz parte do processo.

O Ministério Público discorda da defesa: diz que a mulher matou o empresário para ficar com o dinheiro da herança e do seguro de vida dele e que o crime foi premeditado. A Promotoria chegou inclusive a pedir a instauração de um novo inquérito policial para investigar a suspeita de que outra pessoa teria ajudado a bacharel no assassinato.

Para Cosenzo, Elize tem de ser condenada a 30 anos de prisão por homicídio triplamente qualificado – motivo torpe (vingança movida por dinheiro), utilização de recurso que impossibilitou a defesa da vítima e meio cruel (esquartejamento).

Marcos tinha 41 anos quando foi morto. A filha do casal ainda não viu Elize desde que ela foi presa. Apesar de não ter perdido a guarda da criança, não pode ver a menina na cadeia. A Justiça concedeu aos avós paternos a guarda provisória.

Ministério Público admite nova eleição e alerta população

Promotora de Justiça concede entrevista a uma rádio e fala sobre o processo que pede a cassação do prefeito Neco e faz alerta à população sanjoanense

Promotora-sjb

A promotora de Justiça de São João da Barra, Renata Carbonel, admite a possibilidade de uma nova eleição para a prefeitura. Ela também alerta a população sanjoanense para que não se deixe influenciar por favores eleitorais, que são práticas ilícitas, numa possível eleição para prefeitura, como ocorreu nas últimas eleições.

A promotora concedeu uma entrevista na manhã desta quarta-feira (30/01) ao repórter e diretor da  Rádio Grussaí FM, Luiz Fernando. Ela fala sobre o processo que pede a cassação do prefeito José Amaro Martins de Souza, o Neco (PMDB), e ainda a inelegibilidade e o pagamento de multa por  crimes de abuso de poder econômico, político e de autoridade, além de captação ilícita de sufrágio (compra de votos), com base nas provas apresentadas pela Polícia Federal (PF), que instruíram a ação do Ministério Público (MP).
A ação, que já está conclusa, aguarda apenas a sentença da juíza da 37ª Zona Eleitoral (ZE/SJB), Luciana Cesário de Mello Novais. Confira a entrevista.

Luiz Fernando / Rádio: Penalidades que o prefeito Neco pode sofrer?

Promotora Renata Carbonel – “Caso seja confirmado tudo que foi apurado pela Polícia Federal, que em suma é o que instrui a ação eleitoral, os principais pedidos são a cassação do diploma dos eleitos, posto que, já passamos da fase do registro e já tivemos a diplomação, e ainda a elegibilidade do prefeito por oito anos”.

Luiz Fernando / Rádio: Sobre a possibilidade de nova eleição?

Promotora: “É possível que seja realizada uma nova eleição, a fim de que seja respeitada a vontade da população e sejam garantidos os exercícios da democracia e da cidadania. Considerando o percentual de votos dos candidatos eleitos, é possível uma nova eleição”.

Luiz Fernando / Rádio: Perfil de eleitor que o Ministério Público espera na eleição?

Promotora “Depois desse episódio, o Ministério Público espera que as pessoas analisem com muita cautela na hora de darem seus votos. É o destino, o futuro da cidade que está em nossas mãos. O eleitor precisa estar ciente disso e analisar de uma forma bem mais clara, com mais reservas, qualquer tipo de coligação que seja formada, qualquer tipo de favorecimento que venha ser vislumbrado. Oferecer cargos, não é lícito. Oferecer favores, não é lícito.   Participação indevida em processos licitatórios também não é lícita. Tudo isso é algo que deve ser rechaçado pela comunidade para que São João da Barra possa crescer e garantir a seus moradores todos os seus direitos”.

Luiz Fernando/ Rádio-  E a denuncia sobre número de eleitores que mora em outras cidades e favores prestados a parentes desses eleitores pela Prefeitura. Há possibilidade de um recadastramento eleitoral?

Promotora – É possível que isso seja feito sim. A gente precisa  analisar com cautela, porque são questões delicadas, questões políticas. Um recadastramento pode ocorrer num futuro próximo para que a gente possa avaliar essa questão do domicílio eleitoral que acaba sim influenciando no resultado da eleição.

Vitor Belfort posa em praia com a mulher Joana Prado e os filhos, e assume: ‘Sou sensível e até romântico’

Victor Belfort e família Foto: Terceiro / Revista Caras

Dá para imaginar que o fortão e duas vezes campeão do UFC, Vitor Belfort é, além de tudo, um homem sensível e romântico? É assim que o bonitão se define ao lado da mulher, a linda Joana Prado. “Sou sensível e até romântico. O maior tesouro de um homem pode ter é a família, algo divino para mim”, admite o atleta em entrevista à “Caras” desta semana.

Casados há dez anos, eles posaram juntos com os filhos, Davi, de 7 anos, Vitória, de 5 e Kyara, de 3, numa Ilha, onde o que mais chamou a atenção foi o corpão da nossa eterna Feiticeira, hoje com 36 anos e aposentada da TV. “Joana me impressiona cada vez mais como mãe e mulher. E até como cozinheira. Ela é ótima!”, derrete-se Vitor.

 

Victor Belfort e família
Victor Belfort e família Foto: Terceiro / Revista Caras

 

Victor e Joana: dez anos de casados
Victor e Joana: dez anos de casados Foto: Revista Caras

Links Patrocinados

Fonte : http://extra.globo.com

Tenda Cultural recebe grupos de forró nesta quarta e quinta

Devido ao adiamento do 2º Festival de Bandas de Garagem, a Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL) estará oferecendo nesta quarta (30) e quinta-feira (31), em sua Tenda Cultural, montada na orla do Farol de São Tomé, duas atrações para os que apreciam o forró, especialmente, o universitário. Programadas para terem início às 20h, nesta quarta-feira, a cantora Sabrina, a Lourinha do Forró, se apresenta com sua banda e já amanhã (quinta), entra no palco da Tenda, o Grupo Só Aventura.

A Banda Sabrina, a Lourinha do Forró, levará para o público que estiver na Tenda Cultural, o melhor do forró, por conta das músicas das bandas Calcinha Preta, Bonde do Forró e muito mais. Sabrina do Forró promete levar muita animação para os que estiverem no espaço nesta noite.

Só Aventura  –  Prestes a entrar em estúdio para gravação do segundo trabalho da banda – previsto para final de fevereiro – contendo seis composições próprias, o Só Aventura está mais do que consagrada entre o público campista através dos sucessos do repertório. Na estrada há 15 anos, de acordo com o representante do grupo, Juarez de Oliveira, o grupo promete um show com grande animação. “Essa ideia de descentralizar os shows e aumentar o espaço para que os artistas locais sejam vistos, reconhecidos e tenham maior espaço na mídia é muito boa por parte da prefeitura. Nestes 15 anos, já tocamos até mesmo no sul do país e o reconhecimento passou a ser maior quando nos apresentamos na Tenda Cultural, há cinco anos. Cidades como São Francisco, São João da Barra e Itaperuna já viram e aplaudiram o nosso trabalho e vamos retornar ao espaço do Farol mais uma vez”, frisou Juarez.