Empresário que teve caso com a mulher do radialista é preso como mandante do crime

Postado em

A Polícia Civil prendeu empresário do ramo de construção civil na tarde desta terça-feira

eloy-2

O empresário Eloy Barcelos de Almeida Lopes, de 45 anos(foto ao lado), do ramo de construção civil, teve prisão provisória decretada e foi preso na tarde desta terça-feira(05/02), em Campos, suspeito de mandar matar o radialista Renato Machado, 41 anos, no dia 8 de janeiro, em São João da Barra. Eloy recebeu voz de prisão no escritório de sua empresa, localizado na Rua Manoel Teodoro, no bairro Pelinca, em Campos.

Segundo a delegada titular da 145ª Delegacia/SJB,  Madeleine Farias, o crime foi passional. Eloy teve um relacionamento amoroso com a mulher do radialista num período em que eles tiveram separados. De acordo com a delegada, Eloy ameaçou a mulher de Renato dizendo várias vezes “se você não ficar comigo, com ele você não fica”.
Apesar de estar preso, Eloy nega que mandou matar Renato e disse que só vai falar em juízo.

No ano passado, Renato e Eloy chegaram a se desentender por duas vezes. Numa delas, teriam trocado agressões físicas.

Empresário mandou ex-funcionário contratar pistoleiro

Segundo ainda a delegada Madeleine Farias, o empresário Eloy pagou a seu ex-funcionário João Roberto da Silva, o João Pampinha”, que encontra-se preso, para contratar o autor dos tiros, Gilmar Barreira Ramos Junior, de 32 anos, conhecido como “Cachaça”, que mora em Atafona.

“Houve muitas contradições nos depoimentos de João e Eloy. Não podíamos anunciar que Eloy estava sendo investigado, pois ele poderia fugir. João trabalhou por dois anos na casa de Eloy como ajudante de jardinagem. Descobrimos que ele voltou a trabalhar para Eloy na demolição de um imóvel próximo a Rádio Barra FM, onde morava a vítima. Tudo leva a crer que Eloy mandou João vigiar o radialista, por isso o contratou uma semana antes do crime para trabalhar próximo a sua casa”, afirmou a delegada que também adiantou que vai pedir a quebra do sigilo telefônico do empresário a fim de provar que ele se encontrou com João após o crime.
Na entrevista, a delegada disse que a viúva de Renato, Danísia Machado, está na casa de parentes, já que tem medo do empresário Eloy.