As pontes.

Postado em

  Pontes são objetos que usamos para ligar e diminuir a distância entre os lugares. Um atalho, um caminho mais inteligente por economizar tempo para que estejamos com outras pessoas aproveitando cada minuto. Outro dia estava pensando sobre as pontes, mas as que construímos para chegar mais perto do coração das pessoas: as pontes emocionais. Sorrisos são pontes emocionais, gentileza é uma ponte emocional, abraços, bilhetes, compaixão, solidariedade, atenção, presentes que tenham tudo a ver com as histórias vividas… Tudo isso nos leva direto ao coração das pessoas. Imagino então que seja só fazer cada uma dessas coisas e que isso é muito fácil. Claro que não! Infelizmente, ao invés de criarmos pontes, preferimos dar voltas em torno do nada e, naquela hora do abraço apertado simplesmente viramos as costas; e na hora exata onde temos que sorrir, fechamos a cara. Vivemos assim porque ainda não aprendemos que o caminho mais curto ao coração das pessoas é proporcional ao tempo mais longo com elas. Sofremos porque é mais fácil lidar com ferragens e concretos do que com emoções que não compreendemos. Porque, em algum momento lá no início, ouvimos e acreditamos que o amor é fraco. O Amor é a maior força do universo, o Amor é o que nos mantém vivos, é o que nos permite suportar as adversidades. Fraco é quem decide caminhar ao lado das pessoas durante toda a vida para descobrir no fim que nunca esteve com elas.

                                              Flávia Marques