Secretarias em ação neste sábado no combate à Dengue em Campos

Postado em

Este sábado (23) foi mais um dia de combate à dengue em Campos, dessa vez com uma estrutura ainda maior, envolvendo, além da secretaria municipal de Saúde, diversas secretarias municipais, como a de Governo. Agentes de endemias do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) percorreram diversos bairros, eliminando focos do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença que, até quinta-feira (21), segundo dados do Centro de Referência da Dengue (CRD), havia acometido 1.007 pessoas no município. Com a operação, a Prefeitura pretende, em cerca de duas semanas, eliminar criadouros do mosquito transmissor de casas e terrenos baldios de toda a cidade.A operação de combate à dengue em Campos continua neste domingo (24).
combate a dengue
– Os agentes estão sendo recebidos pelos moradores e esperamos contar com a participação de toda a sociedade nesse combate ao vetor da dengue porque, diante do risco de uma epidemia, se os agentes encontrarem resistência ou se verificarem uma quantidade expressiva de imóveis fechados, receberem denúncia de negligência de vizinhos quanto ao acúmulo de materiais que acumulam água, teremos de solicitar o apoio do Ministério Público e força policial para, de imediato, podermos entrar no imóvel e executar a medida cabível, como, por exemplo, esvaziar piscinas e cobrir com areia – avisa o secretário Geraldo Venâncio.

O secretário de Governo, Suledil Bernardino, diz que as ações serão imediatas. “Faremos a limpeza de terrenos, recolhimento de lixo e entulhos; atuaremos dentro da legalidade e da necessidade que a situação da dengue em Campos exige. Mas pedimos à população que entenda que há um tipo novo da dengue em circulação, que todos estamos expostos ao vírus e, se não houver o comprometimento de cada cidadão em eliminar os focos da dengue que estão em sua casa ou de alertar o CCZ para focos na casa vizinha, nas ruas, em terrenos, podemos ter um quadro grave, com muitas pessoas doentes”.

Com o número de casos da doença repassados pelo Centro de Referência da Dengue, o CCZ atua nas áreas com os índices mais altos de pessoas infectadas. “O CRD tem o total de casos por bairros. A Vigilância Epidemiológica do município pega esses dados e calcula o índice de pessoas infectadas com base no número de habitantes por bairros. Hoje, por exemplo, temos o Parque Rosário com o índice mais alto da doença: de 100 pessoas, quase três com dengue”, explicou o coordenador municipal de Combate à Dengue, do CZZ, Eufrázio Lisboa.

Na Rua Nelson Rebel, no Parque Aurora, a moradora Gabriela Ramos Soares, 35 anos, fez questão de abrir sua casa para o agentes do CCZ. “Moro com meu marido e duas filhas pequenas e acho esses mutirões muito importantes. Em anos anteriores, meu marido teve dengue, meu cunhado, pessoas conhecidas. Na época, chamamos o CCZ para verificar se havia focos aqui e numa construção vizinha, mas nada foi encontrado. Os moradores daqui são muito receptivos com os agentes, mas, em geral, ainda são poucas as pessoas  que acionam o CCZ se acham que pode haver focos do mosquito na casa ao lado ou num terrenos, e muitos não estão cuidando nem de suas casas. Acho que a população precisa estar mais presente e preocupada, porque a dengue num é só uma gripe”, contou a moradora.

Em uma rua próxima à de Gabriela, a São João, os agentes de endemia tiveram bastante trabalho para recolher materiais numa casa, com latas, garrafas e madeiras espalhadas. Criadouros do mosquito, como uma lata cheia de larvas do Aedes Aegypti, foram removidos pelos agentes de endemia. No local, o secretário municipal de Saúde, Geraldo Venâncio, que acompanhava o trabalho, pediu permissão e o proprietário autorizou que uma equipe da Secretaria de Serviços Públicos, com um caminhão, fizesse a remoção dos entulhos que não puderam ser retirados pelo pessoal do CCZ.

Neste domingo (24), outros bairros, divididos em cinco regiões de atuação, receberão a visita dos agentes. A Secretaria de Saúde pede os moradores dos bairros que receberão a ação que recolham os materiais que acumulam água de seus quintais e ponham o lixo na rua, para ser removido pelos garis ainda no mesmo dia ou na segunda-feira (25). Veja abaixo os locais dos mutirões neste domingo:

Região 1: Parque Cidade Luz ao Parque Aldeia
Região 2: Parque Rui Barbosa ao Parque São Lino
Região 3: Caju, Nova Brasília e Esplanada
Região 4: Jóquei Clube
Região 5: Parque Prazeres ao Parque Alvorada