O prazer da leitura na rede municipal

Postado em

A leitura de forma prazerosa nas escolas municipais de Campos. Com mais de 100 bibliotecas, 38 salas de leituras, além de diversos projetos e programas, a Secretaria Municipal de Educação (Smec) estimula a leitura de várias formas, através de reforço na leitura, contação de histórias, teatro e exibições de cinema aos alunos da rede.

O programa Ler para Ser e os projetos Prole, Educacine, Gotta – Os Intérpretes da Alegria, além da Biblioteca Volante e o Caminhão Viajando Com as Artes, levam para os estudantes o incentivo à leitura de uma forma bem descontraída, fazendo com que as crianças e adolescentes tenham gosto pela leitura.

Nas salas de leituras, os professores incentivadores realizam atividades e até se fantasiam para deixar a aula mais “atraente”, realizando o “Dia D Leitura”, que acontece em várias escolas durante o ano letivo. As salas de leituras são desenvolvidas através do Programa Municipal de Incentivo à Leitura e atende a determinação do Ministério da Educação (MEC) na implantação de programas de incentivos.

– Esse foi um ano muito produtivo em relação ao trabalho da equipe do “Ler para Ser”. Os trabalhos que realizamos com os professores é uma verdadeira troca, pois eles multiplicam em sala de aula – destacou uma das coordenadoras do programa, Maria Auxiliadora Martins. Além dela, outras quatro coordenadoras formam a equipe, Ana Raquel Pourbaix, Andrezza Almeida, Carmem Guimarães e Rosana Ribeiro.

Acervo – De acordo com a Secretária Municipal de Educação, Joilza Abreu, algumas bibliotecas estão em processo de manutenção. “Recebemos um acervo literário do Governo Federal, através do Programa Nacional de Biblioteca na Escola (PNBE), que foi distribuído nas creches e escolas do Ensino Fundamental do 1º segmento, com maletas da Coleção de Monteiro Lobato, além de outros acervos contendo obras de diversos autores e gêneros”, destacou a secretária, ressaltando que a secretaria possui diversos trabalhos de incentivo à leitura, como os projetos de grupo de contadores de história, “O Gotta, os Intérpretes da Alegria”, o “Caminhão Viajando com as Artes” e ainda o “Biblioteca Volante”, projetos que incentivam as crianças a lerem, pois trabalham com práticas pedagógicas diferenciadas, como contação de histórias, teatro e rodas de leitura.

Biblioteca Volante – É um ônibus itinerante equipado com um acervo de aproximadamente 4.000 títulos de literatura infantil e infanto-juvenil, além de aparelhagem multimídia e um camarim para a preparação e dramatização de textos do acervo, contando ainda com variados fantoches. O projeto visa humanizar e democratizar o acervo, além de despertar o gosto pela leitura nos alunos da Educação Infantil ao Ensino Fundamental e demais membros das unidades escolares atendidas pelo ônibus.

Fonte: http://www.campos.rj.gov.br/exibirNoticia.php?id_noticia=17329