Feliz dia da Mulher

image001

Anúncios

Ensaio misterioso e sedutor…

Misteriosa e sedutora. Estas são duas das características marcantes da nova modelo do Bella da Semana. A lista de adjetivos para descrever toda a beleza e sensualidade da paranaense certamente seria longa demais para este blog…
Jully
Aos 27 anos, Jully sonha em passar um tempo viajando por toda a Europa. Se tivesse direito a três desejos, pediria por sabedoria, discernimento e saúde. Nossa bela é assim: sutil, carinhosa e determinada. E nos somos só elogios!

Quanto aos homens, ela prefere os inteligentes, honestos, trabalhadores e carinhosos. Como recompensa, oferece lingeries provocantes e ideias de lugares inusitados para momentos mais íntimos.

Ela tem a boca como parte preferida do corpo, mas a gente sabe que vocês talvez prefiram outros atributos da moça… Para decidir, só mesmo vendo as fotos do ensaio que vai ao ar nesta segunda-feira, dia 11. Não perca a chance de observá-la, sem pressa, por quantas vezes quiser..

Fonte: http://www.belladasemana.com.br

Sósia e amigo de Chorão se despede do líder do Charlie Brown Jr.

Por ser amigo do cantor, jovem conseguiu se aproximar do caixão.
Rapaz foi um dos fãs que chegou de madrugada no velório do vocalista.

Sósia de Chorão foi um dos fãs que puderam chegar perto ao caixão do vocalista (Foto: Mariane Rossi/G1)Sósia de Chorão foi um dos fãs que puderam chegar perto ao caixão do vocalista (Foto: Mariane Rossi/G1)

Um jovem está chamando a atenção da imprensa no velório do cantor Chorão, que foi encontrado morto na madrugada da última quarta-feira (6). O rapaz é muito parecido com o líder da banda Charlie Brown Junior. Segundo o sósia, o próprio Chorão concordava com a semelhança.

Luis chegou a realizar o sonho de subir ao palco e cantar ao lado do ídolo. “Eu estava em um show que o skatista Mineirinho organizou. A gente estava acompanhando o show e eu pedi uma oportunidade para ele. Daí ele me puxou e minhas pernas travaram. A hora que eu comecei a cantar ele olhou para mim. Ele me passou uma força e falou que realmente eu mandei bem”, relembra Luis.

O jovem afirma que o cantor concordava com a semelhança entre eles. “O Chorão sempre me tratou muito bem. Eu sou muito fã dele. Agradeço todos os momentos que eu vivi com ele. E vou dizer aquela última palavra que ele falou para mim e que eu vou guardar no coração: ‘Pô Alemão, eu gosto de você porque você é parecido comigo’. Eu vou rezar muito pela alma dele, para ele descansar em paz”, diz.

Morte de Chorão (Foto: G1)

Morte
Chorão foi encontrado morto em seu apartamento na Rua Morás, em Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo, na madrugada desta quarta-feira (6). Ele tinha 42 anos. Chorão foi encontrado desacordado pelo seu motorista, que acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). No local a unidade de resgate constatou que ele já estava morto.
Morte de Chorão (Foto: G1)

A Polícia Militar disse ter recebido um chamado às 5h18 para “verificação de morte natural em um apartamento”. Chorão morava no oitavo andar do edifício.

Segundo a assessoria do vocalista, o estado de saúde de Chorão era bom. O músico estava de férias e embarcaria para os Estados Unidos nos próximos dias.

O apartamento do cantor estava danificado. A polícia acredita que os danos foram feitos pelo próprio cantor, já que o corpo de Chorão foi encontrado com o dedo machucado e havia sangue no local. O delegado Itagiba Vieira, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que não acredita que Chorão tenha sido vítima de homicídio.

Histórico
O cantor e letrista liderava a banda que foi formada e estabelecida na cidade de Santos, no litoral de São Paulo, na década de 1990. Em 15 anos de carreira, a banda lançou dez discos, segundo o site oficial do grupo.

O grupo vendeu 5 milhões de cópias. Além de vocalista e letrista, Chorão era o responsável pelo direcionamento artístico e executivo da banda. Em 2004, o álbum “Tâmo aí na Atividade” foi premiado com o Grammy Latino. No ano passado, o grupo lançou o álbum “Música Popular Caiçara”, com destaque para a música “Céu Azul”.

Chorão foi o único integrante do Charlie Brown Jr que esteve em todas as formações da banda. O apelido é da adolescência. Quando ele ainda não sabia andar de skate, ficava apenas olhando os amigos. Um deles virou para Chorão e disse para ele “não chorar”.

Paulistano, Chorão adotou a cidade de Santos desde a juventude, onde criou o Charlie Brown Jr.

Roteirista do filme “O Magnata”, já realizado, e do longa metragem “O Cobrador”, em andamento, como empresário administrou marcas de skate e viabilizou a realização de grandes eventos de skate no Brasil, além de manter o Chorão Skate Park em Santos.

Fonte: http://glo.bo/XUNrVi

Dia Internacional da Mulher

De todas as datas comemorativas do calendário nacional e mundial, uma das mais importantes, pelo seu significado social, humano, familiar, político e cultural é o 8 de Março – Dia Internacional da Mulher.
DIA-INTERNACIONAL-DA-MULHER-05
É uma data ligada às esperanças, ao trabalho criativo da mulher, ao seu papel na sociedade, mas também à dor e à tragédia, resultantes do caráter espoliador e opressor do capitalismo. Na sua origem está um acontecimento nefasto.

É uma homenagem às operárias de uma fábrica de tecidos situada na cidade norte-americana de Nova York, que no dia 8 de março de 1857 fizeram uma grande greve. Elas ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho. A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.

A decisão de considerar o 8 de Março como Dia Internacional da Mulher foi tomada em uma conferência socialista realizada em Copenhague, capital da Dinamarca, no ano de 1910.

Em 1975, a Organização das Nações Unidas adotou a histórica resolução de oficializar a data, o que significa que os países representados na ONU assumiram formalmente o compromisso de também através de atos de governo celebrar o dia dedicado à mulher.

Na maioria dos países, realizam-se conferências, debates, reuniões e manifestações de massas cujo objetivo é discutir e afirmar o papel da mulher na sociedade atual. O esforço é combater os preconceitos, a discriminação, a desigualdade, a desvalorização e as injustiças que as mulheres sofrem.

Como se sabe, as mulheres ainda são vítimas dos salários baixos, dos atos de violência, do trabalho precário, das jornadas de trabalho excessivas, da dupla jornada de trabalho, de insuficientes condições de assistência à saúde materno-infantil e da falta de creches.

As comemorações do 8 de Março são momentos propícios para insistir na necessidade de aumentar a participação feminina nos órgãos de poder, na vida política, econômica, sindical, social e cultural. Afinal, o gênero feminino é mais da metade da população, não pode, pois, ter uma representação tão inferiorizada.

Os problemas sociais que afligem as mulheres são imensos. Violência e tráfico de mulheres, fenômenos intoleráveis, ainda persistem na sociedade. A discriminação e a desigualdade são flagrantes.

Ao reafirmar a visão crítica sobre a situação da mulher e a necessidade de lutar por direitos, é necessário também valorizar as vitórias alcançadas, fruto da luta. No ano passado, transcorreu o 80º aniversário da instituição do voto feminino, um inegável avanço democrático.

Nas três últimas décadas, a partir da redemocratização do país e da realização da Assembleia Constituinte, que redigiu a nova Carta Magna, as mulheres têm dado significativos passos no rumo da sua emancipação e da obtenção de direitos econômicos e sociais. E é evidente o crescente papel que a mulher desempenha na sociedade contemporânea e na vida política, do que é o maior exemplo o fato de o país ter à frente dos destinos nacionais a presidenta Dilma Rousseff.

O governo da presidenta Dilma tem tomado iniciativas no sentido de enfrentar as discrepâncias e assimetrias no mercado de trabalho e no combate à violência.

Na celebração do 8 de Março, é indispensável destacar que o fato de o Dia Internacional da Mulher ter sido estabelecido em uma Conferência socialista guarda relação direta com o papel significativo das trabalhadoras e com os conflitos de classe. E lembrar a figura da revolucionária alemã Clara Zetkin, líder socialista, que foi a pioneira do pensamento político sobre a emancipação da mulher vinculada à libertação social das classes trabalhadoras e à luta pelo socialismo. “Só em aliança com as mulheres trabalhadoras o socialismo vencerá”, dizia a ideóloga, que via a questão das mulheres umbilicalmente ligada à luta de classes.

Ao mencionar Clara Zetkin, recordamos também todas as mulheres que no mundo e no Brasil dedicaram-se à luta pela democracia, a independência nacional, os direitos dos trabalhadores e pelo socialismo.

O Brasil vive um momento de esperança e luta para aprofundar mudanças políticas, econômicas e sociais no qual as mulheres têm muito a dar na luta por reformas estruturais democráticas para que o nosso país conquiste novos patamares de desenvolvimento econômico, progresso social e democracia.

COMUNIDADE DO SALGUEIRO RECEBE AULA INAUGURAL DO PROJETO ECOBUFFET

O projeto visa à conscientização para o tema “segurança alimentar” e aproveitamento integral de alimentos

 informe stc

Aconteceu nesta segunda-feira (04/03), na comunidade do Salgueiro, a aula inaugural do Projeto Ecobuffet, da Superintendência de Território e Cidadania – órgão da Secretaria de Estado do Ambiente. Na aula inaugural, foi explicada toda a proposta do projeto e os participantes assistiram a uma aula de educação ambiental.

 

O Ecobuffet é uma parceria da Secretária de Estado do Ambiente (SEA) com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), que seleciona professores, formados em nutrição, para lecionar nos cursos de capacitação em aproveitamento integral de alimentos, culinária, empreendedorismo e educação ambiental, e para orientação e suporte na formação de uma cooperativa que ofereça serviços de Buffet Sustentável (com cardápio produzido a partir de alimentos reaproveitados).

 

O projeto espera promover a conscientização para o tema segurança alimentar e aproveitamento integral de alimentos, contribuir para a diminuição da produção de lixo orgânico da comunidade (cuja destinação imprópria gera chorume e gás metano), além de gerar trabalho e renda para os atendidos. O projeto atenderá as comunidades do Chacrinha, Salgueiro e Turano.

 

A coordenadora do Projeto Ecobuffet, Mariana Martins, espera que o projeto crie uma consciência profissional e educativa na vida dos moradores que irão fazer da iniciativa. “Esperamos que os moradores das comunidades da Grande Tijuca, que estarão ao longo desses cinco meses participando do projeto, possam ter uma nova perspectiva de vida, através de uma consciência ambiental e do conhecimento técnico, e que os tornemos capacitados profissionalmente a desenvolver novos desafios, enfrentando o mercado de trabalho com um diferencial sustentável”, afirmou Mariana.

Camisas do Projeto e manuais educativos foram distribuídos durante o evento. No decorrer do curso, os alunos receberão uma bolsa-auxílio mensal no valor de R$120,00.

 

FÁBRICA VERDE ABRE INSCRIÇÃO PARA CURSO DE MONTAGEM E MANUTENÇÃO EM REDES 

 

O ensino é uma extensão para os alunos concluintes do curso Montagem e Manutenção de Computadores do projeto

 

O Projeto Fábrica Verde, da Superintendência de Território e Cidadania (STC), da Secretaria de Estado do Ambiente (SEA), no Complexo Alemão, está com inscrições abertas para a segunda turma do curso de Montagem e Manutenção de Redes. O curso é um novo módulo para os ex-alunos do curso de Montagem e Manutenção de Computadores, e requer apresentação do certificado de conclusão do mesmo para inscrição.

 

Ambos os cursos do projeto Fábrica Verde, que atua nas comunidades pacificadas do Complexo do Alemão e Rocinha, tem por objetivo o reaproveitamento de computadores, estimulando a inclusão social de jovens e adultos em situação de vulnerabilidade social, gerando emprego e renda para os educandos atendidos. Além de proporcionar a reutilização destes equipamentos em favor da comunidade, contribuindo para a redução de resíduos sólidos, neste caso, o chamado e-lixo.

 

As inscrições para o curso de Montagem e Manutenção de Redes vão até dia 19 de março e devem ser realizadas na sede do projeto, localizada na Av. Itaóca nº 1961 – Bonsucesso. As aulas acontecerão às quartas-feiras, manhã (9h às 10h30) e tarde (14h às 15h30), e tem início marcado para o dia 20/03.

Salomão quer mudança na Substituição Tributária para as microempresas

Deputado alerta para impacto na competitividade e até na sobrevivência de micro e pequenos empresários

salomao

Um dia após voltar de Brasília, onde foi acompanhar a votação da derrubada do veto da Presidenta Dilma às mudanças na distribuição dos royalties do petróleo — “um absurdo que tira recursos legítimos do povo do Estado Rio de Janeiro”, segundo ele —, o deputado estadual Nilton Salomão tocou em outro assunto importante e delicado que envolve recursos e impostos: a Substituição Tributária.

 

Da tribuna, Salomão reconheceu que a medida trouxe grandes benefícios à arrecadação e baniu práticas ilícitas de algumas empresas, mas, “no entanto, veio impactar a vida de micro e pequenos empresários que aderiram ao SIMPLES e, com isso, eram tributados em 0,70% a 3,7% no ICMS dos seus produtos”. Segundo o deputado, com o advento da Substituição, a tributação passou do mínimo de 0,70% para até 26%, em alguns casos. “Essas empresas estão perdendo em competitividade, pois tiveram que aumentar o preço final de seus produtos”, argumentou Salomão.

 

O deputado, inclusive, afirma que o Estado do Rio de Janeiro está “descumprindo a Constituição, que exibe em seu texto o apoio às micro e pequenas empresas, que são as que mais empregam no estado e no país”. Salomão frisa que está-se buscando uma solução “equilibrada” para o problema através do secretário estadual de Fazenda, Renato Vilela. “Falei com o secretário e ele se sensibilizou e comprometeu-se a levar o assunto e buscar uma saída durante a reunião do CONFAZ (Conselho de Secretários de Fazenda), em abril. Estaremos atentos aqui na Assembleia sobre o desenrolar desta questão, mas confiamos no equilíbrio do secretário e do ministro Guido Mantega, aos quais enviei ofícios relatando o drama dos micro e pequenos empresários”, finalizou Salomão.

Homem é assassinado a tiros em Travessão de Campos

Foi o segundo homicídio registrado pela Polícia nesta quinta-feira, em Campos

ARMA DE FOGO ViOLENCIA

Um homem identificado como Fernando dos Santos, de 41 anos,  foi morto com três tiros na cabeça, noite desta quinta-feira(07/03), por volta das 20h, no KM 14 da rodovia Campos/Vitória, em Travessão de Campos. A Polícia foi acionada por moradores da localidade que ouviram disparos.

Um dos policiais que estavam no local informou ao Campos 24 Horas que a vítima não tinha envolvimento com o tráfico de drogas. “Num levantamento preliminar, apuramos que a vítima não era envolvida com drogas. Como a maioria dos crimes, atualmente, está ligada ao tráfico, aqui esta hipótese está descartada”, disse o policial. No entanto, a motivação do crime ainda nao foi descoberta.

O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal(IML).

Estagiária do Corpo de Baile ingressa na Escola Estadual de Dança

Enfrentando os desafios do universo da dança, a jovem bailarina Thayane Melo, 14 anos, estagiária do Corpo de Baile Municipal de Campos, da Fundação Teatro Municipal Trianon, foi aprovada e passará a fazer parte da Escola Estadual de Dança Maria Olenewa, do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. A seleção aconteceu no último dia 26. Thayane ingressa no grupo no próximo dia 11.
estagiaria corpo de baile
– A experiência de ter sido selecionada para o Corpo de Baile Municipal trouxe a maior oportunidade que eu já havia tido. Aprendi com os professores e colegas, tendo a alegria de representar minha cidade através da dança. Tudo aquilo que aprendi neste projeto foi essencial para o meu desempenho na seleção – afirma Thayane, que faz ballet há 8 anos.

O alto nível do trabalho desenvolvido através do Termo de Contrato da Fundação Trianon com a Oscip Clélia Serrano Dança e Arte (Cesda), exibe seu resultado através do sucesso da jovem campista no processo seletivo para ingressar na maior escola de dança do país.

– Alcançar o diploma da Escola Estadual de Dança Maria Olenewa, abre portas para trabalhos em grandes companhias. A experiência ajudará em concursos para corpo de baile. Meu sonho é fazer parte do Corpo de Baile do Theatro Municipal do Rio – finaliza Thayane.

Para o presidente da Fundação Trianon, João Vicente Alvarenga, a jovem bailarina é um dos exemplos da qualidade do Corpo de Baile de Campos, capaz de exportar talentos. “Ficamos felizes com o crescimento obtido por Thayane. Seguramente, depois de ampliar sua qualificação, ela poderá voltar ao nosso Corpo de Baile, desta vez como profissional”, observa.

Ompetro quer conhecer teor da Adin que será impetrada pelo Estado

A prefeita Rosinha Garotinho, presidente da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro),  convocou nesta quinta-feira (07) os prefeitos dos municípios produtores para uma reunião extraordinária na sede da Prefeitura de Campos. Representando prefeitos, procuradores e vereadores das regiões dos Lagos,  Norte e Noroeste Fluminese, a prefeita entrou em contato com o vice-governador Fernando Pezão e pediu audiência com o governador Sérgio Cabral para conhecer o teor da Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) que será impetrada pelo Governo do Estado, após sanção da presidenta Dilma Rousseff à lei, que prevê a redistribuição dos royalties.

A reunião da Ompetro foi acompanhada pelo deputado estadual, Geraldo Pudim, e ocorreu depois de mais um dia de manifestações em repúdio à decisão do Congresso Nacional, fazendo parte da mobilização permanente que tem por objetivo neutralizar os efeitos da lei, que foi aprovada de forma arbitrária, e por isso, ao final da reunião de ontem, na sede da Prefeitura de Campos, a decisão da Ompetro foi a de ir ao Governo do Estado e ao Supremo Tribunal Federal (STF).  A prefeita trabalha agora para agendar a próxima reunião da Ompetro, em Brasília.

– Este é um assunto que diz respeito a todos nós porque nosso futuro está em jogo. Estamos ansiosos por saber que argumentos estão sendo usados neste instrumento jurídico -, disse o secretário executivo da Ompetro, Marcelo Neves.

Para a prefeita Rosinha Garotinho, uma visita ao Supremo não terá qualquer efeito jurídico, mas será importante para que os ministros conheçam as reais necessidades dos produtores e os problemas que certamente virão com a perda dos recursos do petróleo, direitos constitucionais. “Cada município vai preparar um memorial de perdas. Campos perderá 600 milhões já no primeiro ano da lei em vigor, entre royalties e participação especial. Isto representa 40% de nosso orçamento. Precisamos conseguir uma audiência até a próxima semana”, declarou.

Prefeitos de três regiões presentes – A certeza de um caos econômico e social sem royalties levou a prefeita Rosinha Garotinho a convocar uma reunião extraordinária da Ompetro, entidade que preside. Prefeitos de cidades como Macaé (Doutor  Aluizio);  São João da Barra (José Amaro, o Neco); Quissamã (Octávio Carneiro); Casimiro de Abreu (Antônio Marcosdinho); Arraial do Cabo (Wanderson – Andinho); Rio das Ostras (o vice, Gelson Apicelo);  e ainda municípios não produtores de royalties como Laje de Muriaé, Itaocara, São Fidélis, São Francisco de Itabapoana,  Cardoso Moreira, Itaocara, dentre outros, também estiveram representados pelos chefes do Executivo.

Municípios se unem pelos royalties em ato público

União foi a palavra de ordem do ato público liderado pela prefeita Rosinha Garotinho, na tarde desta quinta-feira (7), no pátio da sede Prefeitura, em defesa dos royalties do petróleo. Prefeitos, vices e vereadores de municípios fluminenses participaram, assim como a população em geral e representantes da sociedade civil organizada. Ao lado do deputado estadual Geraldo Pudim, a prefeita Rosinha, que também é presidente da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro), afirmou que é necessário sair às ruas e, caso seja preciso, ir até Brasília, para lutar contra o que classificou como roubo.

A prefeita também destacou que, a partir da sanção da presidenta Dilma Rousseff, o Governo do Estado e a Mesa Diretora da Alerj entrarão com Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) pedindo a derrubada da lei. A ação vem com pedido de liminar que suspende todos os efeitos da lei, até que seja julgado o mérito da questão. Os municípios também entrarão com ação, na Justiça Federal, pedindo análise do orçamento aprovado para 2013 porque os municípios não podem incorrer na Lei de Responsabilidade Fiscal por conta da derrubada destes vetos.

– A luta é de todos: empresários, universitários, enfim, a população em geral. Temos que estar unidos para enfrentar esta situação. A batalha só está começando. Não respeitaram nada no Congresso Nacional. A votação no Congresso Nacional foi uma aberração. Estamos vivendo em um país sem leis. Nós não vamos parar, sem royalties, sem petróleo – disse a prefeita.

O prefeito de São João da Barra, Neco, foi mais um a falar em união. “É um momento em que a união é necessária. Temos que estar juntos para irmos à luta pelos royalties”, destacou. Pudim classificou o momento como gravíssimo e alertou que, a partir da hora em que a lei passar a vigorar, poderá significar desemprego em massa e defendeu a união de todos. “Só tem um caminho, não tem outro jeito: a união de todos é fundamental”, frisou o deputado.

Também estiveram presentes os prefeitos de Quissamã, Octávio Carneiro; de Arraial do Cabo, Wanderson Cardoso; de Cambuci, Agnelo Vieira; os vices de São Francisco de Itabapoana, Amaro Barros; e de Lage do Muriaé, Léo do Vale, além de vereadores e secretários municipais de Campos e municípios vizinhos. O presidente do Sindicato da Indústria Ceramista, Amaro da Conceição, também esteve presente, assim como outros representantes de entidades da sociedade civil organizada.