Acusados de assassinato presos com arma de grosso calibre, drogas, munições e celulares

Postado em

Ação foi realizada nesta terça-feira por policiais militares do DPO de Goitacazes

presos-1203-1

Em uma ação iniciada na manhã desta terça-feira(12/03), que percorreu quatro bairros de Campos, policiais do DPO de Goitacazes, Sargentos Laurindo e  Barroso e Cabos Brasil e Pereira, prenderam quatro pessoas—três homens e uma mulher—acusados de cometerem um assassinato ontem.

presos-1203-2

Na casa de um dos acusados, os militares encontraram uma espingarda calibre 12, cinco cartuchos deflagrados,  21 pedras de crack, duas munições calibre 38,  seis sacolés de cocaína, cinco cachimbos de crack, uma touca preta,  32 aparelhos de telefone celular, uma câmera de filmagem e material para endolação.

Os presos foram: Luís Maurício Nascimento Peixoto,27 anos; Luciano Barroso da Neves, 30 anos; Benedito Vinícios de Queiroz, 30 anos; Alessandra da Silva Souza, 21 anos. Eles teriam matado, ontem, em Goitacazes, o ex-presidiário Leandro da Silva Tavares Máximo, 25 anos, o “Bonequinho”.

Segundo a Polícia, o primeiro a ser preso foi Luciano Barroso das Neves, vulgo Lourinho, que estaria de posse da arma utilizada para matar Leandro. Na casa de Luciano, na Rua Sabiá, 183, no Parque Real, em Goitacazes, as armas, munições e drogas foram localizados na cozinha. Luciano teria confessado a autoria do crime e ainda apontou os comparsas. Não revelou, contudo, a motivação do crime.
Após a confissão, os policiais deram sequência as diligências e chegaram aos demais acusados. A ocorrência está sendo registrada na 134ª Delegacia Legal do Centro.