Entidades recebem arrecadações do Festival de Sorvete

Postado em

Por Thábata Ferreira
Entidades recebem arrecadações do Festival de Sorvete

Satisfeitas em receber doações de alimento nesta terça-feira (12), quatro entidades assistenciais do município foram contempladas com cerca de duas toneladas de alimentos arrecadados do II Festival de Sorvete, organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Petróleo, que aconteceu nos dias 16 e 17 de fevereiro, no fechamento do verão da praia campista Farol de São Tomé. As contempladas foram a Associação Monsenhor Severino, Associação de Pais e Pessoas Especiais (Apape), Asilo do Carmo e Hospital Abrigo João Viana.

Foram entregues às entidades cestas básicas com feijão, arroz, macarrão, açúcar e sal. Todas as associações ficaram muito satisfeitas, pois estas sobrevivem de doações de alimento para atender aos assistidos. O secretário de Desenvolvimento Econômico e Petróleo, Marcelo Neves, destaca a importância de prosseguir com ações como esta.

– A importância de eventos voltados para o lazer e responsabilidade com a população, como foi o caso do Festival do Sorvete e Festival de Pipa, é exatamente este foco educativo, de lazer e agora social. A ação feita nesta terça é o retorno que damos à sociedade através da entrega das cestas básicas a entidades que precisam destas doações. Esperamos com este ato motivar as pessoas e empresas a seguir o exemplo e também fazer doações a estes e outros locais que tanto precisam de ajuda – destaca Marcelo.

A presidente da Apape, Naira Peçanha, diz que as cestas básicas são muito bem vindas, já que os alimentos que esta entidade recebe são provenientes de doações. “Trabalhamos com crianças e famílias que fazem refeições como o almoço e lanches e nosso convênio é direcionado ao pagamento dos profissionais que trabalham aqui. Por isso, as doações são fundamentais para uma alimentação adequada aos nossos assistidos”, relata.

Na Associação Monsenhor Severino, quem recebeu as doações foi a secretária Ana Cláudia Ribeiro. Ela relata que o local, atualmente, atende a 62 homens e mulheres, e cerca de 90% possuem acima dos 60 anos. “Realmente, é fundamental as doações para nossa entidade, já que nós sobrevivemos destas doações”, reafirma Cláudia.

Fonte: http://www.campos.rj.gov.br