Vettel ignora ordens da RBR, passa Mark Webber e fatura GP da Malásia

Em dia de trapalhadas de Alonso e Hamilton, alemão desbanca parceiro de equipe e causa mal estar dentro da RBR. Massa larga mal e chega em 5º

Em um GP da Malásia recheado de trapalhadas, até a vitória de Sebastian Vettel foi fruto de um “erro”. Antes de receber a bandeirada em primeiro, porém, o alemão da RBR viu Fernando Alonso abandonar logo na segunda volta após insistir em ficar na pista com a asa da Ferrari quebrada, viu também Lewis Hamilton, hoje na Mercedes, pagar um mico daqueles ao tentar parar nos boxes de sua ex-equipe, a McLaren. Vettel também aprontou. Parou muito cedo para colocar pneus de pista seca e perdeu a liderança para Mark Webber. Mas recuperou a ponta nas voltas finais após um intenso duelo com o australiano, para ganhar a corrida.

Apesar da dobradinha, nada de festa. Pelo contrário, após a prova, o clima era dos piores. No rádio, a RBR  parabenizou Vettel pela vitória, mas disse que “precisava conversar”. Ele havia ignorado ordens da equipe para segurar o ritmo, não ameaçar o australiano e poupar pneus. A atitude do alemão deixou Webber irritadíssimo. Na pista, ele mostrou o dedo médio (vídeo) para o companheiro ao ser ultrapassado. Depois, disparou contra Vettel e a equipe: “Protegido”. Constrangido, o alemão admitiu o erro e pediu desculpas: “Cometi um grande erro”. E na “corrida dos 7 erros”, o do tricampeão lhe rendeu a vitória e a liderança do campeonato, com 40 pontos.

Felipe Massa foi outro que não passou ileso à movimentada corrida no circuito de Sepang. Viu as chances de vitória irem embora nos primeiros metros, ao largar mal e despencar para sexto. Depois de andar em quinto boa parte da corrida, foi surpreendido na parte final com a opção de Kimi Raikkonen, Romain Grosjean e Sergio Pérez em fazer um pit stop a menos e caiu para oitavo. Mas o brasileiro mostrou habilidade para recuperar as posições na pista e terminar em quinto, mesma colocação que ocupa na tabela de classificação. Como consolo, com 22 pontos, ele superou seu parceiro de Ferrari, Fernando Alonso, o sexto, com 18.
sebastian vettel e mark webber rbr gp da malásia (Foto: Agência EFE)Clima foi de constrangimento entre Webber (centro), Vettel (direita) e projetista Newey no pódio (Foto: EFE)

Saia justa entre dupla da RBR

Após a corrida, saia justa entre Vettel, Webber e os funcionários da equipe austríaca. Vencedor, o alemão manteve o semblante sério na saída da pista. Conversou com o projetista Adrian Newey e depois ouviu as reclamações de Webber. No pódio, o clima seguiu ruim. A dupla esboçarou sorrisos constrangidos e sequer se cruzaram ao estourar o champanhe. A RBR também cancelou a tradicional foto da vitória com os funcionários da equipe.

 
nico rosberg e Lewis Hamilton Mercedes gp da malásia (Foto: Agência Reuters) Houve polêmica por ordens de equipe também na
Mercedes, com Hamilton e Nico (Foto: Reuters)

O único que teria motivos para celebrar no pódio seria Hamilton, seu primeiro pela Mercedes. Mesmo assim, a ordem do time alemão para Nico Rosberg não ameaçá-lo, deixou o britânico pouco à vontade para comemorar: “Era ele quem deveria estar aqui’, admitiu. Assim como os pilotos da RBR, a dupla da Mercedes também duelava na pista. Mas o chefe do time Ross Brawn mandou os pilotos “levarem os carros para casa” e, diferentemente de Vettel com Webber, Rosberg obedeceu. Porém não ficou nada satisfeito com a interferência e disse que “guardaria o episódio” para usar a seu favor no futuro.

Em um domingo em que nem o vencedor teve muitos motivos para sorrir, foi grande o número de pilotos decepcionados. O primeiro deles foi Alonso. O dia que era de comemoração pelo seu 200º GP, se transformou em fiasco.  O espanhol abandonou na segunda volta, após um erro primário, quando teimou em ficar na pista, com o bico da Ferrari quebrado.

Jenson Button foi outro que deve ter ficado chateado. Depois de perceber, na Austrália, que o carro da McLaren não era tão competitivo, o britânico andou bem em Sepang. Figurou entre os cinco primeiros e chegou a liderar rapidamente antes de uma das paradas nos boxes. Mas um erro da equipe em seu pit stop acabou com as chances de um bom resultado.

A Force India também saiu frustrada. Após uma estreia promissora na Austrália, os dois pilotos da escuderia enfrentaram problemas em seus pit stops e, por motivo de segurança, seus carros precisaram ser recolhidos.

A Fórmula 1 volta no dia 14 de abril para o GP da China. A TV Globo exibe a terceira etapa da temporada ao vivo às 4h e o GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real.

Massa larga mal e cai para sexto

As esperanças de vitória para Massa acabaram cedo. O brasileiro não largou bem, foi superado por Alonso, e ainda despencou para sexto nas primeiras curvas. Mas a boa partida do espanhol não adiantou nada. Ele danificou a asa dianteira ao tocar levemente na RBR do pole Vettel. Com o bico quebrado, insistiu em permanecer na pista, mas a peça quebrou de vez na reta principal na abertura da segunda volta. Alonso foi parar na brita e abandonou a prova.

Webber assume a liderança

Sem chuva, a pista secava rapidamente e o até então Vettel resolveu parar na quinta volta. Mas a opção se mostrou precoce demais. Com dificuldades para guiar em um asfalto ainda úmido, o alemão perdeu diversas posições. Quem se deu bem foi Mark Webber, que esperou algumas voltas para colocar os compostos duros e tomou a liderança do companheiro de RBR.

fernando alonso ferrari gp da Malásia (Foto: Agência Reuters)Alonso e Ferrari vacilaram e piloto espanhol terminou na brita logo na segunda volta (Foto: Reuters)

Hamilton entra nos boxes da McLaren

Na primeira rodada de pit stops, uma cena antológica que entrará para a história da Fórmula 1. Por força do costume, Lewis Hamilton, hoje na Mercedes parou nos boxes da McLaren, equipe que defendeu por seis anos (veja no vídeo). Apesar o mico, o britânico ainda voltou em terceiro, seguido por Rosberg, Button e Hulkenberg. Nesse momento, Massa era apenas em sétimo.

Hamilton pagando mico (Foto: TV Globo)Em segunda corrida na Mercedes, Hamilton paga mico e entra nos boxes da McLaren (Foto: TV Globo)

Na 14ª volta, Pastor Maldonado fez o seu já tradicional passeio fora da pista. Ele danificou o bico da Williams e caiu para último. A 11 voltas do fim, o venezuelano faria outra visita na brita, dessa vez para abandonar definitivamente.

Apesar de estar com pneus duros, teoricamente os mais resistentes, Webber precisou fazer uma segunda parada precoce na 19ª volta. A liderança ficou momentaneamente com Vettel, mas voltou para o australiano após o alemão ir para os boxes. Após seu pit stop, Massa retornou à pista em sétimo, mas logo ganhou a posição de Hulkenberg e subiu para sexto.  Após a segunda rodada de paradas, a ordem era a seguinte: Webber, Vettel, Hamilton, Rosberg, Button e Massa.

A corrida chegava à metade de suas 56 voltas. Os carros da RBR e da Mercedes possuíam ritmos muito semelhantes. A diferença entre o líder Webber e o quarto Rosberg era de menos de dois segundos. Nesse momento, Vettel se aproximou muito do australiano e pediu à equipe, pelo rádio, para o companheiro deixá-lo passar. A RBR respondeu: “Tenha calma, você ainda está na metade da corrida”.

felipe massa ferrari pit-stop GP da malásia (Foto: Agência Reuters)Brasileiro Felipe Massa terminou a prova na quinta posição (Foto: Reuters)

Do pelotão da frente, Hamilton foi o primeiro a fazer seu terceiro pit stop. E na hora de entrar nos boxes, por pouco não acertou a RBR de Vettel. O alemão parou duas voltas, viu seu carro dar uma leve engasgada depois do pit e acabou voltando atrás do inglês da Mercedes. Nesse meio tempo, Webber também trocou pneus e voltou atrás de Button, que ainda não tinha feito o terceiro pit. O australiano fez a ultrapassagem sobre o piloto da McLaren para reassumir a ponta na 35ª volta.

A esperança de Button conseguir um bom resultado com o fraco carro da McLaren durou pouco. No pit stop, a roda dianteira direita não foi colocada corretamente e o piloto parou metros depois, ainda nos boxes. Os mecânicos recolheram o carro, corrigiram o problema e mandaram Button de volta à pista, em 14º. Melhor para Massa, que ganhou mais uma posição e subiu para quinto.

Na 39ª volta, Vettel ultrapassou Hamilton e recuperou a segunda posição. Na ponta, Webber abria boa vantagem, de 4s para o companheiro de equipe, enquanto o alemão também conseguia se afastar da dupla da Mercedes.

Vettel e Webber travam duelo

Na 43ª volta, Vettel fez seu quarto e último pit stop. Webber parou uma passagem depois e retornou imediatamente à frente de seu companheiro. Na sequência, a dupla travou um lindo duelo, disputando, uma série de curvas lado a lado. O tricampeão mundial mostrou ousadia e levou a melhor, reassumindo a ponta. Um pouco mais atrás, outra bela briga entre parceiros de equipe. Rosberg chegou a ultrapassar Hamilton duas vezes, mas levou o troco. Pelo rádio, disse que estava mais rápido e que o inglês deveria deixa-lo passar para ele tentar alcançar os carros da RBR. O chefe da equipe, Ross Brawn, negou o pedido e ainda mandou Rosberg parar de tentar a ultrapassagem.

sebastian vettel e mark webber rbr gp da malásia (Foto: Agência EFE)Vettel ignora ordens da equipe, surpreende Webber e assume a ponta na Malásia (Foto: EFE)

 Após 4º pit, Massa escala pelotão

Enquanto isso, Massa passava um sufoco para conseguir a quinta posição. Após o quarto pit stop, voltou em oitavo e precisou superar, na pista, Grosjean e Raikkonen, da Lotus, que fizeram uma parada a menos, além de Pérez, da McLaren, que fez a quarta parada apenas na penúltima volta.

Depois de superar Webber, Vettel ficou com pista livre para acelerar e abrir vantagem. O alemão recebeu a bandeirada em primeiro, quatro segundos à frente do companheiro. Hamilton cruzou a linha de chegada em terceiro, seguido de perto por Rosberg.

Confira o resultado final do GP da Malásia (56 voltas):

1 –  Sebastian Vettel  (ALE/RBR), em 1h38m56s681
2 –  Mark Webber  (AUS/RBR) – a 4s298
3 –  Lewis Hamilton (ING/Mercedes) – a 12s181
4 –  Nico Rosberg (ALE/Mercedes)  – a 12s640
5 –  Felipe Massa (BRA/Ferrari)  – a 25s648
6 –  Romain Grosjean (FRA/Lotus)  – a 35s565
7 –  Kimi Raikkonen (FIN/Lotus)  – a 48s479
8 –  Nico Hulkenberg (ALE/Sauber) – a 53s044
9 –  Sergio Perez (MEX/McLaren)  – a 1m12s357
10 –  Jean-Eric Vergne (FRA/STR) – a 1m27s124
11 –  Valtteri Bottas (FIN/Williams) – a 1m28s610
12 –  Esteban Gutierrez (MEX/Sauber) – a 1 volta
13 –  Jules Bianchi (FRA/Marussia) – a 1 volta
14 –  Charles Pic (FRA/Caterham) – a 1 volta
15 –  Giedo van der Garde (HOL/Caterham) – a 1 volta
16 –  Max Chilton (ING/Marussia) – a 2 voltas

Não completaram:
17 –  Jenson Button  (ING/McLaren) –  na volta  53
18 –  Daniel Ricciardo (AUS/STR) –  na volta 51
19 –  Pastor Maldonado (VEN/Williams) –  na volta 46
20 –  Adrian Sutil (ALE/Force India) –  na volta 28
21 –  Paul di Resta (ESC/Force India) –  na volta 23
22 –  Fernando Alonso (ESP/Ferrari) –  na volta 2

Melhor volta: Sergio Perez (MEX/McLaren) – 1m39s199

Circuito de Sepang - GP da Malásia (Foto: infoesporte)

Fonte:  http://glo.bo/11yG8Hz

Bianca Salgueiro, dançarina do Esquenta da Rede Globo faz ensaio para revista Planet Sports Magazine

A modelo Bianca Salgueiro,dançarina do Esquenta da Rede Globo e Rainha de bateria da Caprichosos de Pilares foi convidada para fazer uma matéria sobre musculação para a americana Revista Planet Sport Magazine da Flórida. A Loira fez o ensaio na manhã dessa quinta-feira 21/03 em uma academia de Copacabana e na praia com poses fazendo exercícios que ira estampar a capa e recheio da revista, já que a musa também trabalha como personal trainner.

Fotografia: Filipe Menegoy –  Divulgação: WRL Models – Make up: Emmely Torres – Making off: Wagner Santos – Academia Balance Fitness Copacabana.

Ex-joia santista, Tiago Luís retorna à Vila Belmiro pela primeira vez

Atacante revelado pelo Peixe e já apontado como o ‘Messi brasileiro’ por jornal espanhol, agora tenta, no Mirassol, dar uma guinada na sua carreira

Capa Marca Tiago Luis (Foto: Reprodução)
Atacante já foi apontado como ‘Messi brasileiro’ em
manchete do jornal Marca (Foto: Reprodução)

Revelado pelo Santos na mesma leva de Neymar e Ganso, à época ele foi apontado como o “Messi brasileiro”. Sua multa rescisória já valeu 30 milhões de euros. Hoje, o jovem atacante Tiago Luís, de 24 anos, tenta o recomeço no Mirassol.

Seu vínculo com o Peixe acabou em janeiro deste ano e, após empréstimos para União Leiria, de Portugal, Ponte Preta, XV de Piracicaba e Bragantino, o atleta ficou livre para assinar contrato com outro clube.

Agora, de contrato assinado com o time do interior paulista, Tiago Luís jogará pela primeira vez na Vila Belmiro contra o seu ex-clube, sem mágoas e com os pés no chão, com objetivos coletivos antes dos individuais.

– Vai ser uma experiência legal. Não sei como a torcida vai me receber, mas espero que me olhem com bons olhos. Não quero provar nada para ninguém, penso no conjunto. Tenho um carinho muito grande pelo Santos. Não saí brigado, saí porque meu contrato acabou – conta o atacante.

Sonho em voltar a um time grande.
Se possível,
um dia, chegar
à Seleção Brasileira. Agora vou deixar as coisas acontecerem naturalmente.”
Tiago Luís

Um dia sondado pelo Real Madrid, o ex-santista sofreu para se firmar nos clubes por onde passou devido a lesões e problemas trabalhistas, como aconteceu em Portugal.

– Passei a maior parte das últimas temporadas machucado. Fiz só seis jogos no XV de Piracicaba e oito no Bragantino. Em Portugal, tive um arrependimento, porque até consegui jogar, mas não tinha visibilidade nenhuma e o time atrasou salários – diz o jogador.

O contrato do atacante com o Mirassol termina no fim do Paulistão. A equipe do interior está na 15ª posição e luta contra o rebaixamento, tendo poucas chances de classificação às quartas de final ou até de conseguir uma vaga na Série D.

Com isso, o time deve jogar apenas mais sete vezes no Estadual e terá futuro indefinido no segundo semestre, podendo participar apenas da Copa Paulista, competição que movimenta clubes que não disputam nenhuma divisão nacional.

Tiago Luís atacante Mirassol (Foto: Divulgação / Futpress)Tiago Luís tenta no Mirassol recomeçar sua carreira após muitas contusões (Foto: Divulgação / Futpress)

Se antes Tiago Luís se inspirava em grandes craques do futebol mundial, como Messi, a quem foi comparado, atualmente ele se espelha de forma bem mais modesta. Quer seguir o mesmo caminho de um ex-companheiro de clube: o atacante Marcel, que teve passagens por Coritiba, Santos, Grêmio, Vasco, São Paulo e Cruzeiro e, após sete partidas pelo Mirassol neste Paulistão, se transferiu para o Criciúma para jogar a Série A do Campeonato Brasileiro.

–  Sonho com os pés no chão, pelo que aconteceu. Sonho em voltar a um time grande. Se possível, um dia, chegar à Seleção Brasileira. Agora vou deixar as coisas acontecerem naturalmente. No futebol as coisas acontecem de uma maneira muito rápida. Sou novo ainda, sei que depende só de mim.

Pelo Mirassol, o atleta atuou em oito partidas neste Paulistão. Ele estreou contra o Ituano na quinta rodada e esteve em todos os jogos desde então. O primeiro e único gol marcado por Tiago Luís foi na rodada passada, quando o Mirassol perdeu para o São Bernardo, de virada, por 4 a 3.

Fonte: http://glo.bo/10js1D2

Crocodilo gigante de 4,5 metros de comprimento é capturado na Austrália

  Um crocodilo gigante, de 4,5 metros de comprimento, foi capturado e baleado pela polícia da pequena vila de Palumpa, na Austrália. Segundo moradores do local, o animal vivia à espreita na Reserva do Rio Daly há cerca de dois anos, ameaçando crianças que tentavam atravessar um ponte para ir à escola.

crocodilo-gigante
Crocodilo gigante de 4,5 metros capturado na Austrália mal cabia na caminhote Foto: Reprodução / ABC News

 

O guarda-florestal Tommy Nichols contou que a polícia armou uma armadilha e atirou no crocodilo gigante nos arredores do rio. O animal é o segundo exemplar com mais de quatro metros capturado em Palumpa em apenas uma semana.

– Nós tivemos um relato que havia um grande crocodilo ameaçando crianças – disse Nichols, confirmando as denúncias dos moradores da vila australiana.

O outro crocodilo foi capturado após relatos de que ele tinha atacado um cavalo.

As informações são do site ABC News.

O título e a gafe

Maria Sharapova foi espetacular na final de Indian Wells. Distribuiu pancadas para todos os lados, fez Caroline Wozniacki correr pela quadra e conquistou o título com um maiúsculo 6/2 e 6/2. Enquanto a dinamarquesa provavelmente ouvia “run, Forrest, run!” mentalmente, a russa acumulava winners. Ao todo, foram 33 contra apenas dois de Wozniacki. Não preciso dizer muito mais sobre a final.

Sharapova_celular_blog

O que chamou atenção, especialmente para quem acompanha a russa nas redes sociais, foi a velocidade com que Maria usou o Twitter após o jogo. Menos de cinco minutos depois, já estava no site de microblogs a mensagem da ex-número 1, que dizia estar esperando para segurar “aquele troféu especial”. Tão curioso quanto a velocidade foi o fato de Sharapova manter o celular dentro de sua bolsa (veja a foto). A garota-propaganda da Samsung, que já posou com modelos da série Galaxy para campanha, não teria nada a esconder, certo? Errado.

Alguns dos “clients” de Twitter permitem que os usuários vejam que aplicativo está sendo utilizado por outros usuários. Não adiantou Sharapova esconder o aparelho. Ficou registrada, para todo mundo ver – e o leitor Filipe Ribeiro logo percebeu a mancada. O texto da russa foi mesmo publicado via “Twitter for iPhone”. Logo o maior dos concorrentes da Samsung. Que coisa…

Coisas que eu acho que acho:

– Sobre a final, assusta a passividade com que Caroline Wozniacki aceitou correr de um lado para o outro da quadra. Não que a dinamarquesa fosse vencer trocando pancadas com Sharapova, mas ficou a impressão de que Wozniacki não tentou nada de diferente. Correu, correu e correu, apenas esperando que a adversária parasse de acertar bolas. Assim fica difícil.

– Com a campanha em Indian Wells, Sharapova voltará para a segunda colocação no ranking mundial. Nesta segunda-feira, ela já aparecerá à frente de Victoria Azarenka, que cai para número 3 do mundo. Serena Williams segue na ponta, mas será ameaçada em Miami.

– Para quem não lembra, fica aqui uma lembrança de uma das muitas campanhas de Maria Sharapova para a Samsung.

Andressa Urach posa no interior da França e diz que vai tirar tatuagem

Vice Miss Bumbum fotografou em castelo medieval do Vale do Loire.

Andressa Urach posou em um castelo medieval, no Vale do Loire, no interior da França. A vice Miss Bumbum viajou para promover o concurso na Europa. Entre um clique e outro, Andressa disse que vai tirar a tatuagem que tem na barriga.

“Resolvi remover minha tatuagem da barriga. Sei que vai doer muito, mas vou tentar”, disse Andressa.

Durante a viagem, a loira também posou de biquíni em frente a Torre Eiffel e espantou o frio em uma piscina aquecida em Paris.

Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)
Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)
Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)
Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)
Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)
Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)
Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)
Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)
Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)
Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)Andressa Urach na França (Foto: Alexandre Cicconi/Divulgação)

Seis acusados de estuprar turista suíça comparecem a tribunal na Índia

Crime ocorreu sexta-feira (15) no estado de Madhya Pradesh.
Vítima andava de bicicleta com marido quando foi atacada.

 Seis homens acusados pelo estupro coletivo de uma turista suíça na Índia comparecerão nesta segunda-feira (18) a um tribunal da região central do país, informou a polícia.

“Prendemos os seis indivíduos e eles comparecerão a uma audiência com um magistrado. Nós pediremos que sejam colocados em prisão preventiva durante cinco dias”, disse o chefe de polícia local, M. L. Dholdy.

A vítima, de 39 anos, circulava de bicicleta na sexta-feira passada com o marido pelo estado de Madhya Pradesh quando vários homens atacaram o casal.

Os criminosos amarraram o homem e estupraram a mulher na frente do marido. Também roubaram 10.000 rupias (US$ 185 dólares) e um telefone celular.

O ataque ocorreu três meses depois de uma estudante de fisioterapia de 23 anos ter sido estuprada e espancada em um ônibus em movimento e depois jogada sangrando na rua, em um caso que provocou indignação no país e no mundo.

Ela morreu mais tarde num hospital em Cingapura.

Turista suíça vítima de estupro é levada ao hospital em Gwalior nests sábado (16) (Foto: AFP)Turista suíça vítima de estupro é levada ao hospital em Gwalior nests sábado (16) (Foto: AFP)

Fonte: http://glo.bo/118LGs8

Com mensagem sobre o perdão, Papa Francisco reza 1º Ângelus

Papa apareceu em janela e abençoou fiéis na Praça de São Pedro.
‘Temos de aprender a ser misericordiosos com todos’, disse ele.

“Deus jamais se cansa de nos perdoar. Nós é que nos cansamos de pedir perdão”. Com essas palavras, o Papa Francisco transmitiu a principal mensagem da oração do Ângelus deste domingo (17), a primeira de seu pontificado. Seu discurso foi todo marcado pelo perdão e pela misericórdia.

“Deus é como um pai misericordioso, que sempre tem paciência conosco, nos compreende, atende, não se cansa de nos perdoar. Grande é a misericórdia do Senhor”, disse.

O novo pontifície abriu seu pronunciamento com uma saudação que já se tornou sua marca registrada: “Irmãos e irmãs, bom dia”. O Papa se disse feliz por poder se encontrar novamente com os fiéis em um intervalo curto de tempo, após sua primeira aparição pública na última quarta-feira (13), quando foi eleito. “Estou feliz de fazer isso no domingo, dia do senhor”, afirmou.

Logo no início de suas palavras, o Papa Francisco mencionou que leu nos últimos dias um livro do cardeal alemão Walter Kasper – a quem classificou de “bom teólogo”, sobre a misericórdia. “Mas não pensem que estou fazendo publicidade do livro do cardeal”, disse o Papa sorrindo, provocando muitos risos entre os fiéis. “O livro dizia que a misericórdia é uma palavra que muda tudo, muda o mundo. Um pouco dela deixa o mundo menos frio e mais justo”, disse Francisco.

Ângelus (Foto: Reprodução/TV Globo)Papa Francisco durante a oração do Ângelus neste domingo  (Foto: Reprodução/TV Globo)

O Papa destacou pelo menos duas vezes durante seu discurso que, devido ao alcance dos meios de comunicação, podia falar neste domingo não apenas com quem estava na Praça, mas com todo o mundo.

Francisco, que é argentino, lembrou que as origens de sua família estão na Itália. “Mas nós fazemos parte de uma família maior, a família da Igreja”, disse.

O Papa Francisco também se lembrou de uma passagem de sua vida ocorrida em 1992, quando ele ainda era bispo em Buenos Aires. Na época, chegou à cidade a Madonna de Fátima, e foi feita uma grande missa em homenagem aos doentes – o então bispo ficou à disposição de quem quisesse se confessar.

“Ao fim, veio a mim uma anciã, muito humilde, nos seus 80 anos. A vi e disse ‘nona – porque é assim que chamamos os anciãos lá – mas você não tem pecados’. Ela disse que todos temos pecado, e que o senhor perdoa a todos. ‘Se o senhor não perdoasse tudo, o mundo não existiria’, ela disse.”

Durante o discurso do Papa, muitas pessoas ficaram emocionadas, principalmente religiosos. Ao fim, Francisco fez uma saudação aos peregrinos – e pediu que eles orassem por ele, e saudou todos os fiéis de Roma e do mundo. “Renovo meu abraço aos fiéis de Roma, e estendo a todos que vieram de toda a Itália e de todas as partes do mundo, e os que estão unidos a nós pelos meios de comunicação.”

Papa aparece para fíeis antes da missa no Vaticano (Foto: Juliana Cardilli/ G1)Papa aparece para fíeis antes da missa no Vaticano (Foto: Juliana Cardilli/ G1)

No encerramento, o Papa pediu que todos não se esquecessem que “o senhor não se cansa de perdoar, nós que os cansamos de pedir perdão”, seguido por um “bom domingo, e bom almoço!”, arrancando novamente risadas dos fiéis.

Mais cedo, Francisco voltou a quebrar o protocolo e apareceu para os religiosos em uma entrada lateral do Vaticano, na Via de Porta Angelica, pouco antes das 10h locais (6h no horário de Brasília). Ele estava indo para a Paróquia Sant’Anna, dentro do Vaticano, para celebrar uma missa que começou às 10h.

O argentino Jorge Mario Bergoglio foi escolhido o novo Papa da Igreja católica no último dia 13, após dois dias de conclave. Ele assumiu o posto máximo da Igreja depois da renúncia de Bento XVI, em 28 de fevereiro.

Em dia de grandes eventos, é preciso passar por detectores de metais na Praça São Pedro. Por conta das filas, teve quem preferiu ficar do lado de fora (Foto: Juliana Cardilli/ G1)Em dia de grandes eventos, é preciso passar por detectores de metais para entrar na Praça São Pedro. Por conta das filas, teve quem preferiu ficar do lado de fora (Foto: Juliana Cardilli/ G1)
Mar de pessoas começa a deixar o Vaticano depois do primeiro Ângelus do Papa Francisco (Foto: Juliana Cardilli/ G1)Mar de pessoas começa a deixar o Vaticano depois do primeiro Ângelus do Papa Francisco (Foto: Juliana Cardilli/ G1)

Papa diz que decidiu nome após frase de cardeal brasileiro

‘Não se esqueça dos pobres’, disse cardeal Dom Claudio Hummes.
Papa falou em encontro com a imprensa neste sábado (16), no Vaticano.

O Papa Francisco disse, neste sábado (16), em um encontro com a imprensa na sala Paulo VI, no Vaticano, que escolheu seu nome de líder da Igreja Católica após falar com o cardeal brasileiro Dom Claudio Hummes, arcebispo emérito de São Paulo, que participou do conclave que o elegeu.

“Na eleição, eu tinha ao meu lado o arcebispo emérito de São Paulo, um grande amigo. Quando a coisa começou a ficar um pouco perigosa, ele começou a me tranquilizar. E quando os votos chegaram a 2/3, aconteceu o aplauso esperado, pois, afinal, havia sido eleito o Papa. […] Ele me abraçou, me beijou e disse: ‘Não se esqueça dos pobres’. Aquilo entrou na minha cabeça. Imediatamente lembrei de São Francisco de Assis.”

O Papa também relembrou que Francisco de Assis era um homem da pobreza e da paz. “Como eu queria uma Igreja pobre, e para os pobres”, afirmou.

Papa Francisco acena ao chegar ao encontro com jornalistas no Vaticano, neste sábado (16) (Foto: Vincenzo Pinto/AFP)Papa Francisco acena ao chegar ao encontro com jornalistas no Vaticano, neste sábado (16) (Foto: Vincenzo Pinto/AFP)

No encontro, ele ainda brincou com a escolha do novo nome, ao falar de “sugestões” recebidas. “Algumas pessoas fizeram brincadeiras, falando que deveria ser Adriano porque Adriano VI foi um homem das reformas, ou Clemente, Clemente XV, para ‘se vingar’ de Clemente XIV, que suprimiu a Companhia de Jesus. São brincadeiras, é claro.”

Ele me abraçou, me beijou e disse: ‘Não se esqueça dos pobres’. Aquilo entrou na minha cabeça. Imediatamente lembrei de São Francisco de Assis.”
Papa Francisco, sobre o amigo e cardeal brasileiro Dom Claudio Hummes e a escolha do nome

Logo no início de seu discurso, o Papa Francisco retomou um ponto bastante falado desde que foi eleito: a humildade diante de Cristo. “Cristo é o centro de tudo, não o sucessor de Pedro.”

O novo Papa disse que a imprensa e a Igreja têm “pontos de proximidade por trabalharem com a comunicação” e que o “lugar da mídia cresceu muito, a ponto de se tornar indispensável para mostrar ao mundo os rumos da história”. Enquanto falava do trabalho dos jornalistas nos últimos dias, o Papa, com um sorriso no rosto, falou: “e vocês trabalharam bastante, não?”

Francisco também disse que a Igreja “não tem característica política, mas essencialmente espiritual”, e que “Cristo está presente e dirige sua Igreja. Em tudo o que aconteceu, o protagonista é, em última instância, o Espírto Santo. Ele inspirou a decisão de Bento XVI pelo bem da Igreja. Ele influenciou na decisão dos cardeais.”

Após falar por cerca de 10 minutos, ele cumprimentou no palco alguns funcionários do Vaticano responsáveis pelo trabalho com a imprensa, assim como alguns poucos jornalistas. No fim, Papa Francisco lembrou que nem todos presentes do auditório eram católicos, mas afirmou que todos são filhos de Deus, e deu uma benção final.

Ele recebeu os cumprimentos de sacerdotes, que entregaram lembranças ao sumo pontífice, e de jornalistas. Um deles recebeu um carinho especial. Um deficiente visual foi abençoado junto com seu cão-guia na sala Paulo VI.

Encontro com Cristina
Segundo a agência de notícias EFE, Francisco receberá na próxima segunda-feira, às 12h50 (horário local, 8h50 de Brasília), a presidente da Argentina, Cristina Kirchner. A informação foi passada pela assessoria de imprensa do Vaticano. Essa será a primeira audiência de Francisco com um chefe de governo e acontecerá na Casa de Santa Marta, onde o pontífice está hospedado enquanto não toma posse de seus quartos no Palácio Apostólico.

A presidente argentina viajará para Roma para assistir à missa inaugural do religioso, prevista para a próxima terça-feira, na qual deverão estar presentes cerca de 150 chefes de Estado e de governo.

O papa também almoçará no próximo sábado com o pontífice emérito Bento XVI na residência apostólica de Castel Gandolfo, ainda segundo a assessoria de imprensa do Vaticano. O porta-voz Federico Lombardi já antecipara a intenção do papa de visitar o seu antecessor, que ficará em Castel Gandolfo até o fim das obras de reestruturação do mosteiro, no interior dos muros do Vaticano, onde viverá após sua renúncia.

Papa ao lado da guarda suíça na sala Paulo VI, no Vaticano (Foto: Paul Hanna/Reuters)Papa ao lado da guarda suíça na sala Paulo VI, no Vaticano (Foto: Paul Hanna/Reuters)

‘Dei aquele abraço nele’, disse ator de ‘Colegas’ ao encontrar Sean Penn

Ariel Goldenberg viajou até os EUA e conseguiu conhecer astro americano.
Segundo ele, Sean Penn fez churrasco e passeou na praia com brasileiro.

O astro americano Sean Penn abraça o protagonista de 'Colegas", Ariel Goldenberg, durante encontro em Los Angeles (Foto: Divulgação/Ariel Goldenberg)O astro americano Sean Penn abraça o protagonista de ‘Colegas”, Ariel Goldenberg, durante encontro em Los Angeles (Foto: Divulgação/Ariel Goldenberg)

O ator brasileiro Ariel Goldenberg disse ao G1 neste sábado (16) ter ficado emocionado ao abraçar seu maior ídolo, o astro norte-americano Sean Penn, que recebeu o protagonista do filme “Colegas” e a mulher, Rita Pokk, nesta sexta-feira em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Ariel disse que o encontro ocorreu na casa de Sean Penn, em Malibu. Direto de Los Angeles, ele contou ao G1 que, corajosamente, foi com a mulher e outros três brasileiros bater na casa do ator, sem ter hora marcada. “Primeiro quem me atendeu foi o jardineiro dele. Demorou um pouquinho e ele nos recebeu. Foi aí que eu dei aquele abraço nele”, disse Ariel.

O encontro durou cerca de quatro horas. Ariel precisou de intérprete para entender grande parte do que o ator americano disse, no entanto, afirma ter arriscado alguns diálogos.

“Falei em inglês, falei em espanhol. Ele ofereceu um belo churrasco, feito por ele mesmo. Depois fomos até a praia e ficamos lá um bom tempo. Passamos a tarde com ele e depois ele me deu de lembrança o certificado que recebeu do Oscar pelo filme “I am Sam” [“Uma lição de amor”, na versão em português] com um autógrafo”, disse.

No filme “Uma lição de amor”, de 2001, Sean Penn interpreta um homem com distúrbios mentais que cuida de sua filha. Ele foi indicado ao Oscar de melhor ator pela obra cinematográfica.

Goldenberg não revelou o que Sean Penn disse no encontro, no entanto, tal fato aumentou ainda mais sua vontade em seguir a carreira artística. “Eu saí de lá emocionado. Vou ser ator pelo resto da vida. Vou continuar com novela, seriado e continuar com cinema”, disse Ariel ao G1.

Segundo a equipe de produção que acompanha Ariel, foi assinado um acordo com o astro norte-americano em que o conteúdo gravado durante o encontro será disponibilizado posteriormente em uma rede social utilizada por Goldenberg.

‘Vem Sean Penn’
Ariel lançou uma campanha nas redes sociais para trazer seu ídolo Sean Penn ao Brasil no dia da estreia de “Colegas” em 1º de março, porém ele não apareceu. A trama retrata a jornada de três jovens com Síndrome de Down (Ariel Goldenberg, Breno Viola e Rita Pokk), que fogem de um instituto e partem para uma aventura dispostos a realizar seus maiores sonhos.

O vídeo intitulado “#vemseanpenn”, em que famosos como Juliana Paes, Lima Duarte, Caio Castro e Gabriela Duarte apoiam a causa, teve mais de 180 mil visualizações em um dia.

 

Neste sábado, na página do filme no Facebook, foi divulgada a seguinte mensagem:
“o/ Uhuuuuuuuuuu!!! O sonho virou realidade em Hollywood! Nesta sexta-feira, Ariel finalmente conheceu seu grande ídolo! O astro Sean Penn recebeu Ariel, Rita e a equipe da Gatacine na praia particular que tem em sua casa em Los Angeles! Foi tudo super maravilhoso! Parabéns, Ariel! Você conseguiu mais uma vez! Estamos muito felizes e emocionados! :’)” A previsão é de que o grupo retorne ao Brasil na segunda-feira (18).

Ariel Goldenberg em cena do filme 'Colegas' (Foto: Divulgação)Ariel Goldenberg em cena do filme ‘Colegas’ (Foto: Divulgação)