Pirai Internet grátis dobra capacidade

O Secretário Municipal de Ciência e Tecnologia, Osni Silva, anunciou o upgrade da rede da Prefeitu-ra de Piraí, que dobrou sua banda de acesso à Internet, de 50 Mbps para 100 Mbps (Megabits), desde o dia 10 de março.

secretario

Explicou que o investimento em novos equipamentos irão garantir a estabilidade da rede, com a ampliação da capacidade de nobreak (equipamento utilizado para manter o sistema funcionando durante a falta de eletricidade), de 8 para 16 Kva, estendendo o período de espera de 30 minutos para 2 horas.

“Além de permitir a continuação do processo de expansão da rede de acesso à internet a outros bairros do município, esse upgrade propor-ciona melhora considerável na qualidade do acesso para as localidades que já dispõem de acesso à Internet oferecido pela Prefeitura. Os usuá-rios já podem sentir diferença, pois o acesso individual em nossa rede passou de 256 para 400 Kbps (kbits / segundo)”, explica Osni Silva.

O Secretário informou ainda, que por determinação do Prefeito Luiz Antonio da Silva Neves, a Secretaria está empenhada em desen-volver um novo plano estratégico para os telecentros comunitários do município, com a implementação de novos cursos e serviços, que pos-sam atender não somente ao cidadão, mas inclusive aos pequenos empresários, oferecendo a possibi-lidade de os mesmos emitirem suas notas fiscais eletrônicas.

“Hoje, todo o prestador de serviços cadastrado na Prefeitura de Piraí utiliza, obrigatoriamente, o sistema de emissão de nota fiscal eletrônica, mas muitos não dispõem ainda de equipamento para impressão do documento em seus estabelecimentos. Em breve, eles poderão efetuar esse procedimento nos telecentros”, assegurou o Secretário .

Com relação aos cursos, Osni Silva explica que estão sendo rea-lizados estudos para identificação e elaboração de material didático adequado às reais necessidades da população de Piraí, com foco na qualificação profissional. Os cursos deverão ter início no segundo semestre deste ano.

Anúncios

UMA VIDA FAST-FOOD

Por Raquel da Silva Rodrigues e Luciano Mendes

 As ambiguidades das ações na sociedade moderna são inúmeras. O culto, quase que totêmico, do corpo perfeito, tem levado os indivíduos à busca de produtos que contribuam com o aumento da qualidade de vida e da saúde das pessoas. As ambiguidades surgem quando os programas televisivos reforçam esses preceitos de saúde e de corpo perfeito, mas no mercado de alimentos há a proliferação e disseminação das redes de varejo tipo “fast-food”. Essas redes tem tido aceitação, principalmente dos jovens e adolescentes, devido à diversos motivos como: rápido consumo; fácil manuseio e o sabor agradável.Fast-food-products

Os fast-foods têm se espalhado pelo mundo de forma avassaladora e contribuído diretamente para o aumento de peso das pessoas. O documentário “Super Size Me”, produzido, dirigido e protagonizado por Morgan Spurlock, cineastra americano, mostra que em 30 dias de consumo dos produtos de uma rede de fast food famosa nos EUA, elevou o peso dele em mais de 11 kg, além dos problemas de saúde adquiridos com a dieta. Um outro documentário, chamado “Muito além do peso”, que teve sua estréia no passado, coloca em evidência o efeito negativo do amplo consumo de refrigerantes e de alimentos do tipo “fast food” por crianças, o que tem impactado na obesidade infantil.

Além disso, uma matéria da revista Carta Capital (edição de 26/12/2012) que apresenta estudos onde afirma que os norte-americanos – consumidores assíduos a mais tempo dos fast-foods – já tem a maioria de sua população adulta acima do peso, aproximadamente dois terços. Essa matéria mostra ainda que no Reino Unido 25% do total das mulheres e 24% do total de homens estão obesos.

Uma estimativa apontada na matéria desta revista mostrava que em 2008 1,5 bilhões de adultos estariam acima do peso (praticamente um terço da população mundial). Em 2012, a partir dos dados da pesquisa, essa previsão já foi ultrapassada, pois quase a metade da população mundial encontra-se acima do peso.

Assim, fica evidente que comer o que se quer está cada vez mais acessível, pois os alimentos industrializados das redes de fast-foods podem ser encontrados com maior facilidade e por preços menores. Atualmente, diga-se de passagem, a facilidade é maior para encontrar alimentos poucos saudáveis do que alimentos saudáveis como: frutas, legumes e os alimentos integrais.

O fácil acesso aos fast-foods, mesmo com o aumento na prática de exercícios físicos, principalmente entre adultos em idade superior a 30 anos, na maioria dos casos faz com que as pessoas engordem. Esse aumento nas práticas de exercícios físicos, em grande parte, está associado a problemas de saúde.

Ainda, dado o paradoxo da nossa época, uma pesquisa desenvolvida na região de Rio Claro, São Paulo, e publicada no Jornal Cidade (edição de 21/05/2011), mostra que houve um aumento significativo no consumo de alimentos saudáveis nos últimos anos. Em cerca de 80% dos casos de aumento estão associados à recomendações médicas e ao combate da obesidade. O fato é que, como salientado na matéria do Jornal Cidade, os resultados positivos nas dietas à base de alimentos saudáveis e integrais são lentos, o que repercute no rápido abandono da dieta.

Como agravante de toda essa situação há mudanças significativas nas práticas lúdicas das crianças e dos jovens, que tem estimulado o uso do intelecto (jogos em redes de internet, vídeo games ou jogos de aprendizagem disponíveis em tablet’s e celulares), mas, pouco tem estimulado o uso do corpo e o gasto de energia através de atividades físicas. Essa situação sedentária tem sido uma das principais causas apontadas nesses documentários e reportagens para a existência da obesidade. Tanto que no topo do ranking de indicações médicas para o combate da obesidade estão a alimentação saudável e a atividade física. Dito isso, valeria a pena repensar os hábitos de vida e inserir um tempo para si mesmo na lista dos afazeres cotidiano, mesclando exercícios físicos com alimentação saudável. Só assim é possível a luta contra essa pandemia que é a obesidade.

 

Raquel da Silva Rodrigues: Acadêmica do Curso de Ciências Contábeis da UFMS – Campus de Três Lagoas.

 

Luciano Mendes: Administrador e Professor Doutor da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Educação vai homenagear os 100 anos de Vinícius de Moraes

Para marcar o Dia da Contação de História, a Coordenação de Leitura da Secretaria Municipal de Educação realizou nesta quarta-feira (20), o 1º Encontro de Professores Incentivadores de Leitura, do Programa Municipal de Incentivo à Leitura – Ler para Ser. O encontro teve como objetivo marcar o início das atividades que serão realizadas durante o ano, nas escolas municipais. Este ano, o tema abordado será: “100 anos Vinícius de Coração”.

O tema central será dividido em duas etapas.  No primeiro semestre será trabalhado “Com Vinícius se conta História”. Nesta fase serão desenvolvidas atividades que falam sobre a vida, obras e a trajetória, além de curiosidades, polêmicas, entre outros fatos que marcam a vida de Vinícius. “Vamos trabalhar também, o livro Arca de Noé”, informa uma das incentivadoras, Maria Auxiliadora Martins (Dorinha).

No segundo semestre será desenvolvido o tema “Quem declama, canta e se encanta… Poetizando e cantarolando com Vinícius”. Serão desenvolvidas várias oficinas com os professores e alunos da rede. “Durante o ano serão realizadas várias outras atividades e oficinas, mas o pontapé inicial foi dado nesta quarta-feira”, destaca Dorinha.

Bandidos assaltam farmácia e invadem banco Itaú no Centro de Campos

Centro de Campos tumultuado nesta manhã. Um dos bandidos foi preso. Dois comparsas conseguiram fugir

Itaú-assalto

O Centro de Campos amanheceu tumultuado nesta quarta-feira(20/03), com várias ruas cercadas pela Polícia Militar. O cerco ocorreu em razão de, na madrugada, por volta de 1h30, a Drogaria TopFarma, na Rua Santos Dumont, ter sido invadida por três bandidos, que levaram cerca de R$ 400,00 em dinheiro.

Devido ao acionamento do sistema de alarmes da drogaria, os bandidos fugiram e invadiram, poucos metros à frente, a agência do banco Itaú, na mesma rua, atrás do Campos Shopping. O sistema de alarme também foi acionado por volta das 4h da manhã, e a Polícia Militar foi acionada após bandidos serem flagrados pelas câmeras de monitoramento.

Na ação um homem identificado como Cristiano Costa Carvalho, conhecido como “Mutante”, 27 anos, foi preso num prédio em obras localizado próximo a agência. Ele é morador da Comunidade Madureira, em Guarus e tem passagem pela polícia por assalto. Cristiano também é suspeito de ter participado do assalto a loja Chartres na semana passada.

Dois comparsas de Cristiano conseguiram fugir. Todas as ruas de acesso ao banco ficaram fechadas até às 9h30. Segundo ainda a Polícia, apesar da agência bancária ter sido invadida, nada foi roubado. Depois de uma revista na agência bancária, ferramentas(foto abaixo), usadas pelos bandidos foram encontradas no telhado.

512, 479, 477, 336, 178?

No dia 28 de Março próximo comemora-se o centésimo septuagésimo oitavo aniversário da elevação à categoria de Cidade da então Vila de São Salvador dos Campos. No entanto, discute-se, constantemente, a data festiva que o povo campista deve celebrar como iniciadora da História regional.
Diversos estudiosos da Cidade defendem outros acontecimentos respaldados pela História Positivista ao inicio da História dos Campos dos Goytacazes.
O primeiro fato se dá em 21 de Dezembro de 1501. Uma expedição marítima de reconhecimento litorâneo do recente território dominado por Portugal nomeia, ao passar pela atual Praia do Farol de São Tomé, em homenagem ao santo do dia, o lugar por Cabo de São Thomé.

Posteriormente, o Alvará de lembrança, datado de 10 de Março de 1534 é defendido, por alguns, como ponto inicial da História local. No documento, Dom João III menciona a futura doação de uma Capitania – Capitania de São Thomé – a Pero de Góis – Goes – da Silveira, fidalgo português que auxiliou Martim Afonso de Sousa no processo de edificação da Vila de São Vicente, atual região litorânea do Estado de São Paulo.

Outro momento se dá em 28 de Janeiro de 1536, quando a Carta de Doação da Capitania de São Thomé é redigida e oficializa a posse de 30 léguas ao Donatário Pero de Góis.

No século seguinte, seguindo imposição da Coroa Portuguesa à concessão da posse do território, o período denominado Domínio dos Asseca cria, em 29 de Maio de 1677, a Villa de São Salvador dos Campos que, em 28 de Março de 1835, por conta do processo de reorganização da Província do Rio de janeiro e relevância econômica regional, é elevada à categoria de Cidade de Campos.

Assim, evidenciamos acontecimentos históricos que permitem intensos debates em torno da valorização da identidade campista.

Fórum Nilo Peçanha - construído para comemorar o centenário da Cidade.
Fórum Nilo Peçanha – construído para comemorar o centenário da Cidade.

Cantor Emílio Santiago morre no Rio

Cantor estava internado na CTI do Hospital Samaritano.
Ele havia sofrido um acidente vascular cerebral.

O cantor Emílio Santiago, de 66 anos, morreu na manhã desta quarta-feira (20) no Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. De acordo com o hospital, o artista morreu em função de complicações decorrentes de um acidente vascular cerebral isquêmico (AVC) que sofreu em 7 de março.

Emílio Santiago morreu às 6h30, após permanecer 13 dias internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI). O velório do cantor será realizado na Câmarara de Vereadores do Rio, no Centro, a partir das 12h desta quarta, e será aberto ao público. O enterro do artista acontecerá às 11h desta quinta-feira (21) no Memorial do Carmo, no Caju, na Região Portuária do Rio. Ele será enterrado ao lado do local onde sua mãe foi sepultada.

Vencedor de diversos festivais de música, Emílio iniciou a carreira na década de 70 e gravou grandes sucessos como “Saygon”, “Lembra de mim” e “Verdade chinesa”. O último disco do cantor foi “Só danço samba (ao vivo)”, lançado em 2012, junto com um DVD.

Paixão pela música
Emílio Santiago nasceu em 1946 na cidade do Rio. Formou-se em Direito pela Faculdade Nacional de Direito, mas a paixão pela música fez com que ele iniciasse sua carreira participando de diversos festivais de música, sendo vencedor de muitos deles. “Transas de amor”, seu primeiro compacto, saiu em 1973. A estreia em um álbum cheio aconteceu dois anos mais tarde. Autointitulado, o trabalho trazia interpretações de canções de nomes como Ivan Lins, Gilberto Gil, Nelson Cavaquinho e Jorge Ben.

Conhecido pelo tom de voz ao mesmo tempo grave e suave, o cantor apresentou diferentes gêneros durante sua carreira, mas esteve especialmente voltado para a música romântica, a MPB e o samba. Em 1988, lançou “Aquarela brasileira”, o primeiro disco da série criada por Roberto Menescal e Heleno Oliveira. O álbum trouxe a releitura de 20 clássicos da música brasileira, como “Sampa” (Caetano Veloso), “Anos dourados” (Chico Buarque e Tom Jobim) e “Eu sei que vou te amar” (Tom Jobim e Vinicius de Moraes).

A série “Aquarela brasileira”, responsável por aumentar consideravelmente sua popularidade no país, teve mais seis volumes, o último deles lançado em 1995. Um de seus mais importantes trabalhos, “Feito para ouvir”, de 1977, foi reeditado pela Dubas Musica em 2009. Outro relançamento em sua carreira aconteceu em 1989 com “Brasileiríssimas”, seu segundo disco, originalmente de 1976. Entre seus maiores sucessos estão “Saigon”, “Verdade chinesa”, “Lembra de mim”, “Vai e vem”, “Tudo que se quer” e “Flor de lis”.

Seu último disco saiu em 2012, uma versão ao vivo de “Só danço samba”, de 2010 – que,  por sua vez, foi o primeiro trabalho do selo Santiago Music. O álbum é uma homenagem ao  “rei dos bailes” Ed Lincoln, trazendo canções que fizeram sucesso nos clubes do Rio de Janeiro nos anos 60, além de músicas atuais de artistas como Mart’nália, Jorge Aragão e Dona Ivone Lara. Ao todo, sua discografia conta com 30 álbuns e 4 DVDs.

Modelo Amanda Barros faz um belo ensaio moda praia no RJ.

Amanda Barros, 19 anos, nascida no Rio de Janeiro, morando também no Rio de Janeiro, está se formando em Turismóloga pela Unisuam. Apaixonada pela arte da dança, teatro e moda ela estreiou em um musical da broadway – Hairspray em busca da fama no núcleo de Artes Grécia (NAG) no ano de 2012 com aulas de dança, canto e teatro, estudou moda e manequim na Escola de Arte, Moda e Eventos Yuri Graneiro no ano de 2009/2010 realizando muitos desfiles com o sonho de se tornar uma grande modelo profissional, e ser reconhecida pelo seu trabalho. Atualmente fez 2 ensaios fotográficos, 1 stúdio e o outro externo na praia vermelha – Urca / Rj pelos profissionais Silvio Guerra e Val Ramos. Assessorada pela WRL Models ela promete muitas novidades esse ano.

Com mais três corpos encontrados, Petrópolis tem 27 mortes após chuva

Mais cedo, corpos de 2 meninos e 1 menina foram achados em córrego.
Dezesseis mortos foram identificados no IML; veja a lista parcial.

José Ventura (à esquerda) ajuda bombeiros a resgatar o corpo  do sobrinho Nicolas em Petrópolis (Foto: Marcos de Paula/Estadão Conteúdo)José Ventura (à esquerda) ajuda bombeiros a resgatar o corpo do sobrinho Nicolas em Petrópolis (Foto: Marcos de Paula/Estadão Conteúdo)

Mais três corpos foram encontrados no fim da tarde desta terça-feira (19) e o número de mortos em consequência da chuva em Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, subiu para 27. A informação foi confirmada pelo coronel Sérgio Simões, comandante do Corpo de Bombeiros, em entrevista à GloboNews. Entre quatro e oito pessoas ainda estão desaparecidas, e as buscas foram interrompidas ao anoitecer.

Dezesseis corpos haviam sido identificados no Instituto Médico Legal (IML) até as 17h, segundo segundo o delegado titular da 105ª DP (Petrópolis), Alexandre Ziehe (veja lista no fim da reportagem). Sete continuavam sem identificação.

No início da tarde, três corpos – de dois meninos e uma menina – foram encontrados em um córrego na altura do km 82 da BR-040, no bairro Bingen. Segundo os bombeiros, os corpos percorreram cerca de um quilômetro desde o local do deslizamento que atingiu as crianças.

A chuva que atinge a região desde a noite de domingo (17) e que se intensificou na madrugada de segunda (18) já deixou outras 18 pessoas feridas e 1.466 desalojadas e desabrigadas.

A Prefeitura de Petrópolis contratou mais 100 pessoas para ajudar no trabalho de limpeza e recuperação da cidade.

Ao todo, 18 abrigos recebem pessoas que tiveram que deixar suas casas. Os locais precisam, de acordo com a administração municipal, de material de limpeza e higiene, como sabonete, papel higiênico, desinfetante, sabão em pó, além de colchonetes. O local para a entrega de doações é na rua Doutor Sá Earp, no Centro da cidade.

Por volta das 6h desta terça, os bombeiros retomaram as buscas pelos desaparecidos nos pontos mais críticos atingidos pelo temporal. Durante a madrugada, 18 sirenes foram acionadas nas comunidades como alerta.

Durante as 24 horas anteriores de chuva, o índice pluviométrico do bairro Quitandinha, o mais atingido pelo temporal, chegou a 428 milímetros, quase o dobro do esperado para todo o mês de março. Pelo menos quatro pessoas morreram nessa área. No bairro Independência foram confirmadas três mortes.

“Desde o início da operação, fizemos 37 ações de busca e resgate. Resgatamos 39 feridos e, lamentavelmente, na noite de ontem, computamos a décima sétima vítima fatal”, informou o secretário estadual de Defesa Civil, Sérgio Simões, no início da manhã, antes da confirmação do aumento do número de mortos.

Presidente Dilma Rousseff dá entrevista em Roma, depois de participar da missa de inauguração do Papa (Foto: Juliana Cardilli)Presidente Dilma Rousseff dá entrevista em Roma
e fala sobre as chuvas no RJ (Foto: Juliana Cardilli)
Não deixar construir. Não pode deixar construir. Em uma questão de emergência, a pessoa tem que sair. Tem que ter essa consciência”
Dilma Rousseff

‘Não pode deixar construir’
A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (19), ao ser perguntada por jornalistas sobre quais seriam as medidas “um pouco mais drásticas”, defendidas por ela na segunda, para evitar desastres causados pela chuva, que não se pode “deixar construir” em áreas de risco.

Dilma havia afirmado ontem que “vão ter de ser tomadas medidas um pouco mais drásticas para que as pessoas não fiquem nas regiões que não podem ficar, porque aí não tem prevenção que dê conta”.

Nesta terça, ela voltou a comentar sobre o assunto, pouco antes de participar de uma reunião com o presidente da Eslovênia, Borut Pahor, em Roma. “Não deixar construir. Não pode deixar construir. Em uma questão de emergência, a pessoa tem que sair. Tem que ter essa consciência”, afirmou a presidente.

Na manhã desta segunda, Dilma ligou para o governador Sérgio Cabral oferecendo ajuda. No Brasil, a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, foi mobilizada para, segundo a presidente, prover “todos os recursos necessários para que não haja mais vítimas”.

Na tarde de segunda, o prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, recebeu o governador Sergio Cabral, parte do secretariado estadual (Defesa Civil, Obras, Assistência Social, Educação, Cultura, Agricultura, Transportes e Governo) e mais a presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Marilene Ramos, com três representantes do órgão, para dar início às ações conjuntas.

Junto com os R$ 200 mil liberados por Bomtempo para a realização de compras emergenciais de colchões, cobertores, alimentos, água potável e produtos de higiene pessoal, por meio do Fundo de Assistência Social, o governo do Estado afirmou que vai destinar mais R$ 3 milhões para dar continuidade às ações.

Chuva matou mais de 900 em 2011
Em janeiro de 2011, as chuvas fortes que atingiram a Região Serrana do Rio de Janeiro a partir da noite do dia 11 provocaram deslizamentos de morros e enxurradas com velocidade de até 180 km/h, de acordo com especialistas. Estradas e pontes foram destruídas, e bairros inteiros ficaram isolados.

Mais de 900 pessoas morreram, e cerca de 400 mil moradores ficaram desabrigados. Nova Friburgo teve mais de 420 vítimas, e Teresópolis registrou mais de 380 mortos. Em Petrópolis, mais de 70 corpos foram encontrados.

Moradora Maria do Rosário observa no quintal alagado; água quase entrou pela janela durante temporal (Foto: Alba Valéria Mendonça / G1)Moradora de Duque de Caxias teve casa inundada
durante temporal (Foto: Alba Valéria Mendonça / G1)

Bairros alagados em Duque de Caxias
Sem chuva desde a madrugada desta terça-feira (19), moradores das áreas mais atingidas do município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, começam a tentar limpar suas casas e contabilizar os prejuízos. A forte chuva que caiu no final da noite de domingo (17) até a noite de segunda-feira (18), deixou até as 9h da manhã desta terça-feira 115 pessoas de 32  famílias desalojadas no município. As informações são do major Vilson Santos, da Defesa Civil municipal.

Embora o nível da água nas ruas já tenha baixado bastante, ainda havia inúmeras áreas alagadas e trechos onde o Corpo de Bombeiros utiliza até um barco para chegar aos moradores. Segundo a Defesa Civil, a situação ainda é crítica em bairros como Parque Paulista, Jardim Anhangá, Santa Cruz da Serra, Bossa Nova, Chácara do Arcano e Parada Morabi. Em Xerém, segundo o major, a situação é bem mais tranquila, mas os rios Roncador e Capivari ainda estão em alerta máximo, quando há risco de transbordamento.

A União aprovou a destinação de R$ 12 milhões para os trabalhos da Defesa Civil de Duque de Caxias, para as obras de reconstrução e recuperação da cidade. O dinheiro será usado para a recuperação de algumas ruas e de uma ponte.

Veja a lista dos 16 mortos identificados:

Adalto Rodrigues de Araújo
Antônio Celio Teixeira
Diego Oliveira Vale
Fernando Fernandes Lima
Jade Barbosa de Oliveira
Lidia Antonia de Paula Sá
Lucas Ladislau Santos de Barros
Maria da Conceição Rufino
Monique Pereira da Silva
Nilton Pereira da Fonseca
Paulo Roberto Alves Freitas
Paulo Roberto Filgueiras
Raíssa Vitória Carvalho Araújo
Stefanie Pereira da Silva

 

Fonte: http://glo.bo/10epE4z

Crocodilo gigante de 4,5 metros de comprimento é capturado na Austrália

  Um crocodilo gigante, de 4,5 metros de comprimento, foi capturado e baleado pela polícia da pequena vila de Palumpa, na Austrália. Segundo moradores do local, o animal vivia à espreita na Reserva do Rio Daly há cerca de dois anos, ameaçando crianças que tentavam atravessar um ponte para ir à escola.

crocodilo-gigante
Crocodilo gigante de 4,5 metros capturado na Austrália mal cabia na caminhote Foto: Reprodução / ABC News

 

O guarda-florestal Tommy Nichols contou que a polícia armou uma armadilha e atirou no crocodilo gigante nos arredores do rio. O animal é o segundo exemplar com mais de quatro metros capturado em Palumpa em apenas uma semana.

– Nós tivemos um relato que havia um grande crocodilo ameaçando crianças – disse Nichols, confirmando as denúncias dos moradores da vila australiana.

O outro crocodilo foi capturado após relatos de que ele tinha atacado um cavalo.

As informações são do site ABC News.

Laudo aponta que os seis dedos de silicone eram de médicos do Samu

Documento revela dois novos nomes envolvidos no caso.
Polícia de Ferraz está ouvindo funcionários do Samu.

dedosO laudo concluído pela perícia da Polícia Civil de Ferraz de Vasconcelos, identificou as digitais dos seis dedos de silicone que estavam com a médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Thauane Nunes Ferreira no dia em que foi flagrada passando as próteses no ponto eletrônico. O documento, divulgado nesta terça-feira (19), aponta os nomes dos médicos Caio José Losito Mantovani, Ronnie Munis de Oliveira, Rodrigo Gil de Castro Jorge, Felipe de Moraes, Aline Monteiro Cury, além da própria Thauane. Os peritos cruzaram as digitais dos dedos falsos com os dados que estavam cadastrados no ponto eletrônico.

Os nomes de Caio e Ronnie até então não haviam sido relacionados ao caso. Os de Aline, Rodrigo e Felipe foram descobertos no próprio flagrante com os comprovantes dos nomes que saíram da máquina de ponto quando Thauane foi flagrada supostamente comentendo a fraude. Até o momento, somente a médica Thauane foi indiciada por falsificação de documento.

O resultado da perícia foi entregue no fim da tarde de segunda-feira (18) ao delegado Wagner Lombisani, que está conduzindo as investigações. Na fase atual, funcionários do Samu, entre enfermeiros e motoristas, deverão ser ouvidos.  “O mais importante é identificar os dias que foram trabalhados e os que não foram trabalhados pelos médicos. A partir daí, cruzaremos estas informações com os registros do ponto eletrônico”, explica Lombisani.

Laudo da perícia lista os nomes dos médicos donos das digitais dos dedos de silicone (Foto: Pedro Carlos Leite)Laudo da perícia lista os nomes dos médicos donos das digitais dos dedos de silicone (Foto: Pedro Carlos Leite)

O delegado afirma que é preciso “fechar o cerco” e provar que os dedos eram usados para que os médicos recebessem sem ter trabalhado no plantão. “O médico pode alegar que o dedo de silicone foi uma brincadeira. Precisamos provar que foi usado para obter uma vantagem ilícita”. Nenhum dos médicos ainda foi indiciado. O delegado acredita que o crime seria de peculato.

Os dedos de silicone estavam guardados em pequenos potes de plástico identificados com as iniciais de cada médico. O dedo falso de Thauane estava com o pote marcado com um “T”, enquanto que o de Aline levava um “A”, Felipe “F”, Caio “C”, Ronnie “R” e Rodrigo Gil “G”.

Produção dos dedos
Em vídeo gravado pelo secretário municipal de Segurança, no dia em que foi flagrada, Thaune afirma que o médico Felipe de Moraes providenciou os dedos falsos. Contudo, as investigações até agora apontam para outro caminho. “Nós não temos certeza. Pessoas disseram que não foi o Felipe. Poderia ser uma pessoas que não trabalha mais lá. As investigações prosseguem”, afirma Lombisani.

Detalhe do laudo da Polícia Civil que mostra os dedos de silicone com os comprovantes do ponto eletrônico que revelam os nomes dos donos das digitais (Foto: Pedro Carlos Leite)Detalhe do laudo da Polícia Civil que mostra os dedos de silicone com os comprovantes do ponto eletrônico e os os nomes dos donos das digitais (Foto: Pedro Carlos Leite)

O delegado  explica que no dia do flagrante, Thauane passava três dedos falsos no ponto, além de seu próprio dedo. “Neste dia, Thauane era a única que ia realmente trabalhar. Ela estava passando também o dedo falso da Aline, que deveria ser sua companheira de plantão. Os dedos do Rodrigo e do Felipe também foram passados porque eles deveriam estar fechando o turno da noite”, explica o delegado Lombisani. No momento em que foi flagrada, Thauane tinha apenas três dedos em sua posse. Os outros três a médica foi buscar em sua casa.

Afastamento
O secretário de Saúde, Juracy Ferrira da Silva afirma que precisa aguardar a prefeitura ser acionada oficialmente. “Este laudo da perícia ainda não chegou até nós. Quando isso acontecer afastaremos os médicos Ronnie e Caio e abriremos sindicância para apurar o envolvimento deles, assim como fizemos com os outros”, afirmou. Thauane, Aline, Felipe, Rodrigo e Jorge Cury, coordenador do Samu e, segundo Thauane, mentor do esquema, foram afastados de suas atividades e estão sendo investigados pela administração municipal.

Outro lado
A reportagem do G1 tentou entrar em contato com os médicos Rodrigo Gil de Castro Jorge, Felipe de Moraes, Aline Cury e Thauane Nunes Ferreira, mas não conseguiu. Caio José Losito Mantovani e Ronnie Munis de Oliveira também não foram localizados.

Jorge Cury se manifestou apenas em 10 de março, quando o caso foi descoberto, e afirmou: “Sou funcionário da prefeitura há 25 anos. Eu nunca soube disso. Passo no Samu todo domingo e nunca faltava funcionário. Hoje que não fui aconteceu isso.”

Em nota à produção do Fantástico, enviada no domingo (17), o advogado de Felipe de Moraes disse que o médico “não participou de nenhum esquema de fraude e que nunca recebeu dinheiro sem que tivesse trabalhado nos plantões”.

Entenda o caso
Em 10 de março, a Guarda Municipal gravou imagens do momento em que a médica Thauane fraudava o sistema. Com a médica, foram apreendidos seis dedos de silicone e comprovantes impressos pelo equipamento que controla o horário dos funcionários. Ela chegou a ser detida por falsificação de documento público, mas foi solta porque a Justiça concedeu um habeas corpus. Em depoimento ao Ministério Público, Thauane contou como era o esquema e apontou que ele seria chefiado pelo então coordenador do Samu, Jorge Cury.

O secretário municipal de Segurança, Carlos César Alves, disse que os médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) tinham que repassar o valor ganho pelos plantões não trabalhados ao coordenador da unidade, Jorge Cury.  A vantagem dos profissionais seria a flexibilização da agenda para poder trabalhar em outros locais. “Cada médico que participava do esquema pagava R$ 1,2 mil por turno de 24 horas aos fins de semana para o Jorge Cury”. Alves ainda afirmou que o pagamento era feito por transferência bancária.

 

Fonte: http://glo.bo/10f2taa